Confusão ocorreu ao final do jogo entre Grêmio e Palmeiras
Divulgação/Palmeiras
Confusão ocorreu ao final do jogo entre Grêmio e Palmeiras

O Grêmio irá recorrer da decisão liminar do presidente do STJD, Otávio Noronha, que aceitou o pedido da procuradoria do órgão e determinou que os jogos do clube serão realizados com portões fechados. Além disso, a decisão diz que os torcedores do clube não poderão entrar nos jogos em que o Grêmio for visitante.

(Confira abaixo a galeria de fotos da partida entre Grêmio e Palmeiras, pelo Brasileirão)


Leia Também

Além disso, o Grêmio irá pedir o impedimento do presidente do STJD em julgar o caso. Noronha está processando o advogado do Grêmio, Nestor Hein, na Justiça do Rio Grande do Sul. O clube irá sustentar que eles são desafetos.

Leia Também

Na ocasião, Hein chamou o presidente do STJD de moleque. A discussão aconteceu quando o tribunal liberou que houvesse venda de ingressos para a partida entre Flamengo e Grêmio, pela Copa do Brasil, no Maracanã.

Nesta quarta-feira Noronha aceitou o pedido da procuradoria do órgão e deferiu uma liminar, que é válida até que o caso seja julgado pelo pleno do STJD. O pedido da Procuradoria foi feito após torcedores do Grêmio terem invadido o gramado da Arena depois da derrota do clube para o Palmeiras. Alguns deles chegaram a depredar a cabine do VAR e tentaram invadir o túnel que dá acesso aos vestiários com o intuito de agredirem os jogadores. O ato de vandalismo aconteceu quando os jogadores deixavam o gramado no apito final.

Noronha afirmou em sua decisão, que as provas da Procuradoria do STJD foram capazes de "demonstrar sem espaço para dúvidas, que infortunadamente, e conforme ficou claro no Jogo do dia 31/10, a Torcida da Agremiação Requerida, protagonizou no Estádio, um clima de ódio e violência assustador e devastador".

Ele também disse que "constam dos autos, documentos, imagens e reportagens, que dão conta do episódio do qual só se pode extrair, que por conta da crise de desempenho da Equipe do Grêmio nesta reta final do Campeonato Brasileiro, sua Torcida olvidou-se da paixão pelo Futebol, para declarar, e pior, travar, uma verdadeira guerra traduzida na medieval transformação da Praça Desportiva em palco de uma verdadeira batalha campal".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários