Com grande jogo coletivo, Palmeiras conta com ataque inspirado, vence fora de casa e se isola na liderança
Lance!
Com grande jogo coletivo, Palmeiras conta com ataque inspirado, vence fora de casa e se isola na liderança


Em partida válida pela 12ª rodada do Brasileirão 2021, o  Palmeiras venceu o Atlético-Go pelo placar de 3 a 0 no Estádio Antônio Accioly. Com o resultado, o Verdão chegou aos 28 pontos e está na liderança do torneio. Já o Dragão está na 11ª colocação, com 15pontos.

Palmeiras esperava em seu campo e deixava o Dragão construir o jogo

Os jogo começou elétrico, com uma linda defesa de Fernando Miguel logo no primeiro lance do jogo após cruzamento de Dudu desviar no zagueiro do Dragão e dar trabalho para o goleiro atleticano. Apesar do bom início de jogo, a partida aos poucos foi ficando mais lenta e a tônica foi de leve superioridade palmeirense, entretanto com o Atlético também buscando jogo e construindo as jogadas desde trás.

O Verdão não sufocava os mandantes no seu campo, permitindo que os passes iniciais fossem feitos com tranquilidade, porém quando a bola chegava no meio campo, os jogadores alviverdes aumentavam a pressão na marcação e roubavam quase sempre com sucesso e logo armavam o contra-ataque, chegando com certa facilitando na intermediária ofensiva, mas com dificuldade de acertar em cheio o gol de Fernando Miguel.

Parada técnica muda ritmo do jogo mas os goleiros seguiam sem trabalhar

Após a parada técnica por conta do forte calor que fazia em Goiânia, o Dragão melhorou na transição ofensiva e passou a incomodar mais os visitantes, entretanto a proposta do Palmeiras era clara e ficava esperando o Atlético Goianiense chegar no campo de ataque para então roubar a bola e assim construir a jogada. Com um ataque inicial muito veloz, as jogadas longas sempre assustavam a defesa mandante.

Até o intervalo, nenhuma das equipes ofereceu muito perigo para o adversário e o zero permaneceu no placar até o início do segundo tempo.

Início da etapa final foi parecido com o do primeiro.

O início do segundo tempo palmeirense foi muito parecido com o início do jogo, com os jogadores partindo para o campo de ataque e uma postura diferente do que foi mostrado nos minutos finais da etapa inicial. Com o ímpeto ofensivo, Wesley partiu em velocidade pela ponta esquerda e achou Willian no meio da área, porém quem tocou na bola foi o zagueiro Éder, do Atlético, e marcou contra para abrir o placar no Castelo do Dragão.

Com a vantagem, Abel Ferreira mudou alguns jogadores e deixou o time mais técnico, principalmente com a entrada de Gustavo Scarpa e passou a controlar o jogo, não permitindo mais a troca de passes do Atlético e criando cada vez mais chances, além de que o goleiro Weverton quase não foi visto no segundo tempo, com exceção de alguns lances de maior perigo por parte dos mandantes.

Palmeiras cresce na partida e passa a ter controle total das ações

As mudanças de Abel surtiram efeito e o Palmeiras ficava quase o tempo todo com a bola e no campo de ataque, o ritmo seguiu até cerca dos 35 minutos e então o time passou a administrar mais o resultado, voltando a postura que terminou o primeiro tempo e deixando a posse ficar com o Dragão.

Nos minutos finais, o Atlético passou a oferecer perigo e obrigou bela defesa de Weverton, porém a única do goleiro no segundo tempo. O Verdão conseguiu ajustar o ritmo do jogo para o que era melhor para ele e foi administrando dessa forma até o final, conseguindo um gol com Gustavo Scarpa em jogada de contra-ataque veloz e garantiu mais uma vitória no Brasileirão para se firmar ainda mais na liderança do campeonato.

Nos acréscimos, Deyverson roubou uma bola mal passada pelo jogador do Dragão e arrancou até tocar para Breno Lopes, que finalizou para o gol e fechou o placar em 3 a 0.

No próximo jogo, o Atlético-GO visita o Santos pela 13ª rodada do Brasileirão, no dia 25/07, às 18h15. Já o Palmeiras recebe a Universidad Católica em sua arena, no dia 21, às 19h15.



Ficha técnica
ATLÉTICO-GO 0 x 3 PALMEIRAS
Local:
Estádio Antônio Accioly, Goiânia – GO
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim - AB/AL
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque - AB/AL e Brigida Cirilo Ferreira - FIFA/AL
VAR: Gilberto Rodrigues Castro Júnior - AB/PE, Clovis Amaral da Silva - AB/PE e Nilson de Souza Monção - CBF/RJ
Público/renda: Portões fechados
Cartões amarelos: Zé Roberto (AGO); Wesley e Abel Ferreira (PAL)
Cartões vermelhos: -
Gols: Éder (contra) (14’/2ºT) (0-1), Gustavo Scarpa (50'/2ºT), Breno Lopes (52'/2ºT)

ATLÉTICO-GO: Fernando Miguel; Dudu (Arnaldo, 11'/2ºT), Oliveira, Eder e Igor Cariús; Willian Maranhão e Marlon Freitas; André Luís (Ronald, 36'/2ºT), Arthur Gomes e Janderson (Toró, 23'/2ºT); Lucão (Zé Roberto, 00'/2ºT). Técnico: Eduardo Barroca.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Gustavo Gómez, Felipe Melo e Renan; Patrick de Paula (Danilo, 30'/2ºT) e Zé Rafael; Wesley (Matías Viña, 30'/2ºT), Raphael Veiga (Gustavo Scarpa, 16'/2ºT) e Dudu (Breno Lopes, 16'/2ºT); Willian (Deyverson, 16'/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários