Lance

paulo autuori
Vítor Silva / Botafogo
Paulo Autuori, técnico do Botafogo, sugeriu que o Flamengo foi beneficiado

A arbitragem foi um dos pontos centrais no clássico entre Flamengo e Botafogo. O empate de 1 a 1 dos rivais, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro , teve um pênalti dado ao Rubro-Negro aos 51 minutos após revisão do árbitro de vídeo em um toque de mão dentro da área.

Após a partida, Paulo Autuori, treinador do Botafogo, ficou na bronca. O comandante do Alvinegro foi conversar com o árbitro da partida e questionou a interpretação para ter marcado a penalidade no toque de Marcelo Benevenuto no chute de Bruno Henrique.

- Fui conversar com o (Leandro) Vuaden porque me dou muito bem com ele e acho um dos melhores árbitros do futebol brasileiro. Fui tentar entender a interpretação. Contra o Fortaleza teve pênalti no (Bruno) Nazário, nem o VAR chamaram. O que quis dizer é que o jogador (Benevenuto) não estava de frente para a bola, e quando a bola bate no braço em uma região de amortecimento dificilmente toma velocidade e trajetória que tomou. Estou aqui para discutir as diferenças de interpretação. Não adianta ter VAR - criticou.

Autuori afirmou que as mesmas equipes são sempre favorecidas quando o assunto é a interpretação nos lances envolvendo o árbitro de vídeo. O técnico afirmou que não tem medo de criticar e que de nada adianta reclamar com a CBF pelo sistema do futebol brasileiro.

- Na hora da interpretação sempre as mesmas equipes são favorecidas. Infelizmente na conjuntura do futebol brasileiro vão na CBF reclamar e fazer cartas como se adiantasse algo. O que adianta é trabalho e transparência. No momento de decidir, a interpretação tem sido contra o Botafogo claramente. Se algum dirigente tem dificuldade de falar isso por receio, eu não tenho. Tenho autoridade para falar porque na minha carreira não me justifico com arbitragem, mas com falta qualidade de eficiência. Hoje fomos eficientes e eficazes. A conjuntura atual do futebol brasileiro é muito fraca e suspeita. As coisas acontecem sempre da mesma maneira. Isso cansa - completou.

    Veja Também

      Mostrar mais