Lance


O Flamengo foi até o Equador e empatou com o Independiente Del Valle em 2 a 2, na noite desta quarta-feira, pela ida da final da Conmebol Recopa Sul-Americana. O jogo, na altitude, foi considerado complicado pelo técnico Jorge Jesus , que afirmou não ter conseguido jogar no primeiro tempo. Em entrevista coletiva após a partida, o português aproveitou para elogiar o rival e mostrar preocupação com Bruno Henrique , autor do primeiro gol, mas que saiu do estádio direto para o hospital.

bruno henrique arrow-options
Alexandre Vidal/CRF
Bruno Henrique



- Estamos preocupados pelo que aconteceu com o Bruno. Foi a primeira vez que joguei na altitude. Não conseguimos jogar na primeira parte. O Independiente tem uma equipe impressionante. No segundo tempo, melhoramos, viramos, mas não conseguimos ficar na frente do marcador - afirmou o treinador em conversa com os jornalistas. Após a coletiva, o Rubro-Negro informou que Bruno Henrique sofreu um trauma na perna direita, mas que os exames não constataram fratura no local.

Outros temas da entrevista coletiva de Jorge Jesus foi a opção por Diego na equipe, as substituições promovidas no segundo tempo, além da arbitragem. O juiz provocou polêmica, apesar do uso do árbitro de vídeo, mais conhecido como Var, na decisão: um gol do Flamengo foi anulado por conta de impedimento, em uma demora da verificação do recurso, e no fim uma penalidade bastante contestada pelos rubro-negros acabou assinalada pelo árbitro Leodán Gonzáles, do Uruguai.

- A equipe veio conforme esta equipe constrói o seu jogo. O Pedro é um jogador que depende muito do que a equipe faça para ele. É um jogador de área. O Bruno pode fazer isso. Precisava de um jogador que fizesse a saída. Fiz as substituições e mantive minha ideia a respeito de jogo. Pelas características do adversário e do Pedro, pelos jogadores que tínhamos, achei que não se encaixava na minha estratégia de jogo - comentou, completando:

- Sobre a arbitragem, é um (gol) que sofre e outro que poderia ficar em igualdade do marcador. Alegam que foi o ombro. Mas não importa. O Var marcou. Mas essa equipe foi a que tirou o Corinthians da final, é uma grande equipe. É uma equipe que tem uma transição muito rápida. Por isso, coloquei o Diego. É uma final com dois jogos e temos a certeza que no Maracanã vamos estar muito melhores. Por mais que tivéssemos uma segunda parte melhor.

Com o resultado, o Flamengo precisa de uma vitória simples no jogo de volta, na próxima quarta-feira, no Maracanã, para ficar com o título da Conmebol Recopa Sul-Americana. Novo empate levará a decisão para a prorrogação e, persistindo a igualdade, o campeão será conhecido após a disputa de pênaltis. Antes, no sábado, o Rubro-Negro tem outra final: entrará em campo, também no Maracanã, para disputar diante do Boavista o título da Taça Guanabara, primeiro turno do Carioca.

    Veja Também

      Mostrar mais