Antony%2C atacante do São Paulo arrow-options
Rubens Chiri/saopaulofc.net
Antony, atacante do São Paulo

O São Paulo vai finalizar nesta semana a venda de Antony ao Ajax, da Holanda. Resta que o jogador de 19 anos passe pelos exames médicos, que serão realizados em São Paulo possivelmente já nesta terça-feira.

A negociação tocada por Alexandre Pássaro, gerente de futebol do Tricolor, renderá 23 milhões de euros ao São Paulo ainda neste ano, com possibilidade de os holandeses pagarem mais 6 milhões de euros ao longo das próximas cinco temporadas, tempo que deve durar o contrato do atleta com o novo clube.

Além de Pássaro, viajaram à Holanda na semana passada o empresário Júnior Pedroso e o advogado Cristiano Torelli, representantes de Antony.

Veja abaixo algumas perguntas que os são-paulinos têm feito desde a última sexta-feira, quando as partes apalavraram a negociação.

Quando Antony voltará a jogar pelo São Paulo?

Depois dos exames médicos. Com o resultado deles em mãos, o Ajax fará um seguro para o jogador. Funciona da seguinte forma: se Antony se machucar jogando pelo São Paulo e chegar à Holanda sem condições de jogo, o Ajax receberá um valor correspondente ao tempo em que ele ficar parado.

O seguro também garantirá que o São Paulo e Antony recebam os valores combinados na negociação.

Enquanto isso, Antony não joga e nem treina com bola no Tricolor. Ele ficou fora do clássico contra o Corinthians, no último fim de semana, mas já deve estar disponível para enfrentar o Oeste, no próximo sábado.

Quais são os valores da negociação?

O Ajax vai pagar 16 milhões de euros (R$ 74 milhões) pela transferência de Antony e mais 7 milhões de euros (R$ 32 milhões) para adquirir mais 20% de David Neres que ainda pertenciam ao São Paulo. Se Antony atingir determinadas metas esportivas pelo Ajax, serão mais 6 milhões de euros (R$ 28 milhões) nos cofres tricolores.

Os 7 milhões de euros referentes a David Neres serão pagos à vista, enquanto os 16 milhões de euros pela transferência de Antony serão depositados até dezembro.

Quando o Ajax vender Antony, o São Paulo ainda terá direito a 20% do lucro do clube holandês na negociação. Como lucro, compreende-se qualquer valor acima dos 16 milhões de euros.

Que metas esportivas são essas?

Número de jogos, classificação do Ajax para a Europa League, classificação do Ajax para a Champions League e títulos. A cada meta atingida, o São Paulo recebe uma bonificação pré-estabelecida em contrato. Convocações para a Seleção Brasileira não estão entre essas metas.

Por que David Neres está envolvido?

David Neres%2C jogador do Ajax arrow-options
Divulgação
David Neres, jogador do Ajax

Foi uma exigência do São Paulo. O clube tinha a opção de esperar o Ajax vender o atacante para receber os seus 20%, mas preferiu garantir 7 milhões de euros imediatamente para ganhar fôlego em meio à crise financeira.

Antony tem direito a alguma porcentagem?

Por contrato, o atacante de 19 anos teria direito a 10% do valor da negociação. Ele abriu mão de parte deste valor para que a negociação ficasse mais vantajosa para o São Paulo.

Por que o Ajax?

É o clube que manifesta interesse em Antony há mais tempo. Em agosto do ano passado, Alexandre Pássaro e Raí estiveram na Holanda e ouviram de Marc Overmars, diretor esportivo do Ajax, que o clube estava disposto a fazer uma oferta pelo atacante quando o São Paulo estivesse disposto a vendê-lo.

Como tinha a necessidade de fazer uma venda grande neste ano, o São Paulo procurou o Ajax para questionar se o desejo ainda existia. Com a resposta positiva, as negociações começaram.

Por que Antony não foi vendido na janela de janeiro?

O São Paulo impôs a condição de que ele só sairia no meio do ano. O Ajax até fez uma tentativa de fechar a compra ainda durante a janela de janeiro, mas com valores consideravelmente mais baixos dos que foram aceitos.

O Tricolor, inicialmente, manifestou o desejo de só liberá-lo em agosto para contar com ele em parte das fases decisivas da Libertadores, mas não conseguiu convencer os holandeses. O jovem se tornará jogador do Ajax em 1º de julho.

O que o São Paulo fará com o dinheiro?

O clube ganhará fôlego para arcar com as obrigações do dia a dia: salários, direitos de imagem e luvas pré-estabelecidas que precisam ser pagar, por exemplo, a Daniel Alves e Alexandre Pato. Com dificuldade no fluxo de caixa, o São Paulo atrasou em alguns dias o salário de janeiro (já foi quitado) e tem algumas pendências de direitos de imagem com os jogadores.

Também será possível amortizar a dívida bancária e, se for necessário, destinar parte do dinheiro para contratar algum atleta - não é a prioridade do momento.

Mais alguém sairá esse ano?

Não está descartado que outro atleta seja vendido na janela do meio do ano, mas o São Paulo não tem negociações abertas por nenhum deles. A urgência por dinheiro fez com que o clube avisasse ao mercado que estava disposto a negociar Antony, procedimento que não foi adotado, pelo menos até o momento, com relação a outros atletas como Liziero e Igor Gomes.

    Veja Também

      Mostrar mais