botafogo
REPRODUÇÃO/BOTAFOGO
Nelson Mufarrej é o presidente do Botafogo

Rio - O Botafogo terá de pagar R$ 1.070.131,78 a um ex-preparador de goleiros do clube, que trabalhou em General Severiano no período entre os anos de 2010 e 2014. A homologação da condenação foi publicadada nesta terça-feira pela juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Trabalho do Rio do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1). Não cabe mais recurso pelo fato de o trânsito em julgado já ter sido certificado.

Leia também: Fluminense atropela o Botafogo e dá show antes de enfrentar o Flamengo na semi

O LANCE! teve acesso a detalhes do caso. A magistrada deu 48 horas para que o Botafogo efetue o pagamento. Caso não seja pago, a juíza já deixou determinada a execução da dívida milionária. O processo corria desde 2015 no TRT-1 e, dentre outros pedidos, o ex-funcionário do Alvinegro conseguiu anular contrato via pessoa jurídica ao longo do período, passando a receber as diferenças via pessoa física, além de equiparação salarial.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

      Mostrar mais