Lance


O São Paulo perdeu de 1 a 0 para o Santo André no domingo (09) arrow-options
Marcello Fim/Zimel Press/Agencia O Globo
O São Paulo perdeu de 1 a 0 para o Santo André no domingo (09)

Além de amargurarem a primeira derrota no Paulistão-2020, os jogadores do São Paulo lamentam o atraso salarial referente ao mês de janeiro. Isso porque o clube ainda não pagou os vencimentos do elenco profissional, mas prometeu resolver, pelo menos, parte das pendências em até duas semanas. A informação foi divulgada pelo GloboEsporte.com e confirmada pelo LANCE! .

O atraso é no pagamento dos salários em carteira, que segundo a CLT eram para ter sido pagos até o quinto dia útil do mês, ou seja, até o dia 7 de fevereiro, o que não ocorreu. Nesta segunda-feira, os valores ainda não haviam sido depositados nas contas dos atletas são-paulinos.

Cientes de que haveria o atraso, os dirigentes conversaram com o grupo sobre a situação financeira do clube e prometeram resolver essa pendência em até duas semanas. A justificativa para a falta de pagamento é de que houve um problema no fluxo de caixa na primeira semana do mês de fevereiro.

Esse atraso, porém, se soma a outra pendência, que é a de direitos de imagem. Alguns atletas, que recebem parte do pagamento dessa forma, estão há pelo menos dois meses sem ver esse valor em suas contas. Vale destacar que alguns jogadores recebem apenas a quantia em carteira (CLT).

O São Paulo fechou 2019 com um déficit de R$ 180 milhões e não vendeu jogadores durante a última janela de transferências. No orçamento, o clube planejava arrecadar cerca de R$ 80 milhões com negociação de atletas. Antony e Walce, principais joias são-paulinas, chegaram a receber propostas, que acabaram sendo recusadas e ambos permaneceram no elenco.

    Veja Também

      Mostrar mais