Rio - Além de fazer história no futebol brasileiro em menos de um ano, ao conquistar o Brasileirão e a Libertadores pelo Flamengo , o técnico Jorge Jesus também fez história nos bastidores do clube. O português doou do próprio bolso um salário mínimo para cerca de 30 funcionários que não fizeram parte da listagem de colaboradores que ganharam "bicho" por conta dos títulos em 2019. As informações são do O Dia .

jesus arrow-options
Flamengo/Twitter
Jorge Jesus, técnico do Flamengo



Os contemplados por Jesus são pessoas que fazem parte do dia a dia do clube e ajudam, mesmo que de forma indireta, o português na rotina, como responsáveis pela manutenção do campo e colaboradores terceirizados.

Leia também: Porto prioriza contratação de Jorge Jesus para próxima temporada, diz jornal

Jorge Jesus não queria que a atitude viesse a público e pediu para os funcionários não deixarem vazar, mas o assunto virou pauta entre colaboradores no Centro de Treinamento. Alguns contemplados ficaram emocionados com a atitude do português.

    Veja Também

      Mostrar mais