Tamanho do texto

Renovação do treinador está bem encaminhada. Já o acordo com o artilheiro ainda tem pendências, mas é uma das prioridades do clube carioca; confira

Antes mesmo da decisão do Mundial de Clubes, a diretoria do Flamengo já se movimentava para manter duas peças fundamentais no elenco: o artilheiro Gabigol e o técnico Jorge Jesus.

Gabigol arrow-options
Ricardo Moreira/Zimel Press/Agencia O Globo
Gabigol

A negociação com o atacante está acertada entre o Rubro-Negro e a Inter de Milão, pelo valor de 16 milhões de euros (quase R$ 73 milhões), com o clube italiano mantendo parte dos direitos econômicos. No entanto, ainda há questões a serem resolvidas entre o Flamengo e Gabigol na parte financeira.

Em relação a Jesus , é certeza de que o treinador ficará até maio, quando termina o atual contrato. A ampliação do vínculo até o fim do ano está muito bem encaminhada, mas o martelo só será batido após as Festas, provavelmente na semana entre os dias 6 e 13 de janeiro.

Maior destaque do time rubro-negro na temporada, Bruno Henrique — craque do Campeonato Brasileiro e da Libertadores da América e segundo melhor jogador do Mundial de Clubes — tem contrato até dezembro de 2021, mas há o interesse de clubes da China, que podem apresentar propostas em janeiro.

Aos 28 anos, completa 29 no próximo dia 30, Bruno Henrique se valorizou com as ótimas atuações em todas as competições que disputou e vê na transferência para o exterior a possibilidade de fazer a independência financeira.

O jogador tem multa rescisória de 28 milhões de euros (o equivalente R$ 127,4 milhões), mas a diretoria admite negociá-lo por um valor menor, desde que, é claro, seja considerado interessante para o clube.

Do atual elenco, somente o lateral-direito Rodinei já tem a saída definida: vai para o Internacional, por empréstimo até o fim de 2020. Outro lateral, João Lucas, desperta o interesse do Sport, mas até agora as negociações entre os clubes não evoluíram.

    Leia tudo sobre: Futebol