Tamanho do texto

O Flamengo embarca nesta sexta-feira (13), para o Mundial de Clubes, em um luxoso avião para jogadores, comissão técnica e familiares; confira mais

O Flamengo embarcará nesta sexta-feira, às 16h30, rumo a Doha. A delegação pegará um voo fretado da Qatar Airways, um Boeing 777 com capacidade para até 550 passageiros, tão grande que é dividida em três classes. Jogadores , comissão técnica e familiares partirão do Rio direto para Doha naquela foi considerada pelo site “Melhores Destinos” como a melhor classe executiva do mundo, à frente das companhias aéreas Emirates e KLM. Tudo para que possa chegar com o menor desgaste possível ao Qatar depois de um voo de aproximadamente 15 horas. Todo o conforto é válido se a recompensa no final for o título de bicampeão mundial .

Leia também: Globo vai pagar ao Flamengo o dobro do Palmeiras pelo Brasileirão de 2019

avião arrow-options
Reprodução/Agência O Globo
Avião que levará delegação do Flamengo para o Mundial


Durante o longo tempo em que estiver no ar, a delegação do Flamengo terá todo tipo de mimo que se imaginar. Esqueça a tela do tamanho de um tablet. As cabines individuais possuem monitor de 12 polegadas, com todas as opções de entretenimento de praxe nos voos internacionais.

Mas isso, aliado ao fone de ouvido com som de alta resolução, é o de menos. No voo, a comissária de bordo pede licença quando percebe que o passageiro está se preparando para dormir. A poltrona, revestida com couro italiano costurado a mão, é reclinável até ficar totalmente na horizontal e acomoda com sobras um indivíduo de 1,80m de altura. É a comissária quem forra a agora cama, amacia o travesseiro e indica ao passageiro o local onde está o pijama a ser vestido para ficar à vontade, caso queira.

Leia também: Mauro Cezar diz que Liverpool é favorito para o Mundial de Clubes

Cumprido o ritual de preparo do assento/cama e devidamente trajado pelo pijama, o passageiro pode optar por abrir os trabalhos com um espumante. Mas o cardápio de bebidas é vasto e ilimitado. Três opções de cervejas, carta de vinhos com dez uvas diferentes, cinco de vinho branco, cinco de tinto, uma variedade de drinks e coquetéis. Se quiser se sentir um pouco como James Bond, basta pedir um Dry Martini, o favorito do espião. Você pode pedir quantas doses quiser, a qualquer momento do voo. No Qatar é proibido o consumo de álcool. Mas no espaço aéreo está liberado. No caso dos jogadores do Flamengo, resta saber se o elenco estará liberado ou já em regime de concentração.

avião arrow-options
Reprodução/Agência O Globo
Avião que levará o Flamengo para o Mundial


Leia também: Neymar vai torcer pelo Fla no Mundial e aconselha Gabigol sobre volta à Europa

Vale o mesmo na hora de comer. Existem as opções de café da manhã, lanche, almoço, janta e sobremesa. Você escolhe a ordem. Pode comer um camarão na moranga, alta culinária francesa ou um prato típico do Qatar e depois emplacar um café da manhã, seguido por uma taça de sorvete e um chorizo argentino. Vai depender da sua fome. Quando for ao banheiro, o passageiro leva com ele uma necessaire cheia de cosmédicos, cremes para o rosto, para as mãos, kit para se barbear, além de escova e pasta de dente, é claro. Se não usar, é seu, pode levar tudo com você, assim como o pijama. O pior momento de um voo com tanto luxo é ter de pousar.

    Leia tudo sobre: Futebol