Tamanho do texto

Time cearense alega que foi discriminado, já que outros clubes que fecharam com a Turner para transmissão do Brasileirão receberam mais dinheiro

Fortaleza vendeu seus direitos do Brasileirão para Turner, que passa os jogos na TNT arrow-options
Fortaleza EC
Fortaleza vendeu seus direitos do Brasileirão para Turner, que passa os jogos na TNT

O Fortaleza apelou ao CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para verificar se a Turner , empresa de mídia e entretenimento responsável pelo canal TNT , feriu a lei de defesa da concorrência ao negociar com os clubes.

Leia também: Rogério Ceni é principal técnico da história do Fortaleza; veja TOP 5

Vale sempre destacar que a TNT, via Esporte Interativo , tem exclusividade para transmitir jogos de sete equipes do Campeonato Brasileiro deste ano em TV fechada, incluindo o Fortaleza .

No caso, o time cearense alega que foi discriminado, porque clubes como Palmeiras, Santos, Internacional, Bahia e Athletico-PR, além do rival Ceará, teriam dividido o valor de R$ 140 milhões na negociação, enquanto o Leão teria sido preterido, ficando com apenas R$ 9 milhões fixos.

Para o advogado Eric Hadmann, especialista em Direito Concorrencial e Regulatório, sócio do escritório Gico, Hadmann e Dutra Advogados, a denúncia protocolada pelo Fortaleza é muito interessante.

"Normalmente, as agências de defesa da concorrência no mundo estão mais preocupadas com estruturas de negociação coletiva de direitos de transmissão de jogos e direitos de exclusividade por parte de um grande provedor de conteúdo", afirma o advogado, ao citar, por exemplo, o caso de 2010, quando o CADE investigou o Clube dos 13 e a Rede Globo.

Leia também: Torcedor do Fortaleza acusa Deyverson de racismo e palmeirenses se revoltam

"Depois que ocorre esse desmembramento de direitos, ou seja, cada clube negocia isoladamente, pode ser interessante que o CADE avalie se o processo de negociação tem utilizado critérios transparentes e não discriminatórios", ressalta Hadmann.

A depender do andamento desse processo no Conselho, o advogado acredita que podem existir outros clubes apresentando denúncias similares à do Fortaleza .

    Leia tudo sobre: Futebol