Tamanho do texto

Presidente do Palmeiras falou na chegada ao Maracanã e garantiu que eliminação na Libertadores não irá causar mudanças no clube paulista; veja

Lance


Alvo de críticas após a eliminação da Copa Libertadores, Alexandre Mattos recebeu apoio público de Maurício Galiotte neste domingo. O presidente do Palmeiras falou na chegada ao Maracanã pela primeira vez sobre a derrota do Grêmio, que não irá causar mudanças no departamento de futebol.

Leia também: Palmeiras explica contexto de Galiotte sobre Allianz Parque: "Questão comercial"

Maurício Galiotte arrow-options
Twitter/Reprodução
Maurício Galiotte falou pela primeira vez após eliminação do Palmeiras



"É um ganhador, temos confiança no profissional e na pessoa do Alexandre Mattos . Ele continua conosco, é nosso diretor de futebol, assim como todo departamento continua trabalhando normalmente", afirmou Galiotte .

Leia também: Flamengo e Palmeiras fazem jogo de seis pontos no Brasileirão

"A gente entende o momento do torcedor, a chateação, eu também sou um torcedor e o nosso projeto era de grandes objetivos. A frustração é do tamanho destes objetivos. O Alexandre Mattos começou o projeto com a gente em 2015, é responsável pela restruturação do departamento", acrescentou o presidente do Palmeiras.

​Mattos teve sua demissão pedida pela Mancha Alviverde, mesmo após reunião da cúpula da torcida uniformizada com o gestor do futebol alviverde. Galiotte, porém, reforça que acredita muito no diretor, vencedor de dois brasileiros e uma Copa do Brasil pelo Palmeiras e que tem contrato até o fim de 2021, quando acaba o mandato do atual presidente.

Felipão, também bancado por Maurício Galiotte, tem vínculo até o fim de 2020 - a multa para rescisão é de um mês de seu salário. Realizar uma troca até o fim de dezembro, contudo, não faz parte dos planos alviverdes.

Leia também: Casagrande explica comentário sobre "antipatia" do Palmeiras

"Confiamos no grupo e na comissão técnica, vamos dar continuidade, pois temos um campeonato importante, com chances reais de conquistar o título. é dar sequência ao trabalho", encerro Galiotte .

    Leia tudo sobre: Futebol