Tamanho do texto

Ex-jogador chamou o time alagoano de medíocre durante o Mesa Redonda

Müller arrow-options
Reprodução
Ex-jogador Müller, comentarista na TV Gazeta, desprezou o CSA

Após um mês de treinamento, o CSA recomeçou o Campeonato Brasileiro com o pé esquerdo. Diante do Corinthians, em São Paulo, o time de Alagoas pouco apresentou no ataque e acabou derrotado por 1 a 0 .

A postura do time alagoano desagradou uma ala da imprensa e o comentarista Müller, da TV Gazeta , demonstrou o seu inconformismo no programa Mesa Redonda , no último domingo. Em uma parte do seu desabafo, o ex-jogador chamou o time de medíocre e questionou: ‘o que o CSA veio fazer na Série A?’. 

Confira no vídeo:

Dois dias depois da alfinetada, o clube alagoano se manifestou.

Em nota oficial divulgada na rede social, o CSA explicou o seu projeto de reconstrução e exaltou os acessos consecutivos que teve e o equilíbrio financeiro que o time apresenta hoje em dia. Além disso, classificou o ex-atleta como ‘pseudocomentarista'. 

Confira a nota na íntegra: 

Caro pseudocomentarista, vamos responder o que estamos fazendo na série A! Primeiro de tudo, você conhece a palavra MERECIMENTO? Pois é, foi assim que chegamos na elite do futebol brasileiro. 

Subimos três divisões seguidas por termos planejamento, por sabermos onde estávamos e aonde queríamos chegar! São quatro anos de trabalho, organizando tudo que foi destruído no clube ao longo de décadas, fazendo o CSA ser respeitado novamente dentro e fora de campo. 

Leia também: Vantagem financeira de Palmeiras e Flamengo aumenta sobre rivais

Nós somos um clube de raça e história! Estamos com nossas finanças equilibradas, rigorosamente em dia com todos os encargos sociais. Liquidamos em quatro anos todo seu passivo trabalhista (de décadas), há 42 meses pagamos dentro do próprio mês todos seus colaboradores (atletas, comissão técnica e demais funcionários), e isso muito nos orgulha! 

Chamar nossa torcida, funcionários, diretoria e jogadores de MEDÍOCRES, além de ser completamente injusto, só demonstra o quanto fragilizado estamos de profissionais que tem o poder da comunicação e não sabem usar isso de forma ÉTICA! 

Estamos lutando não somente contra potências do futebol brasileiro, mas também contra potências econômicas. Estamos na série A porque ALAGOAS e o CSA merecem! Vamos lutar e buscar nossa permanência, para que comentários e preconceitos como os seus sejam banidos de vez do futebol e do jornalismo.