Tamanho do texto

Emily Lima, técnica do time santista, usou as redes sociais para protestar contra a CBF e a empresa responsável pela logística da viagem

Lance


Time de futebol feminino do Santos arrow-options
Reprodução
Time de futebol feminino do Santos dormiu em saguão de hotel

A treinadora do Santos, Emily Lima, postou em uma rede social o descaso com o futebol feminino. Ela gravou as atletas do Peixe dormindo em um saguão de hotel, em Manaus. A técnica explicou que adiantaram o voo a Manaus para a última segunda-feira, porém, todas as reservas do hotel já estavam esgotadas.

Leia também: CBF procura treinadora bicampeã olímpica para suceder Vadão na seleção feminina

"Essa é a organização do nosso futebol para mulheres no Brasil. Saímos de Santos às três horas da tarde, e a senhora CBF e senhora Pallas, a empresa que faz toda nossa logística de viagem... não tinha voo para amanhã (terça-feira), mandaram num voo hoje (segunda), picado, com escala em Brasília, e chegamos ao hotel e não tem vaga para nós. Então, vamos dormir aqui hoje. Vamos dormir aqui na recepção do hotel", desabafou Emily Lima .

O Santos se posicionou sobre o ocorrido através de uma nota oficial.

"O Santos FC esclarece que a equipe de futebol feminina do Santos FC enfrentou transtornos em relação à logística na viagem para Manaus que fica sob responsabilidade de uma empresa contratada diretamente pela CBF. Após desembarque no aeroporto na madrugada desta terça, o grupo se deslocou ao hotel e se deparou com erros na data da reserva, obrigando o grupo a se hospedar em outro estabelecimento. O Santos FC lamenta o ocorrido e exige que esse tipo de problema não mais prejudique o desempenho físico e emocional das atletas nas competições", escreveu o clube. 

Leia também: Seleção feminina dos Estados Unidos bate recorde histórico de vendas na Nike

Pelo Campeonato Brasileiro de futebol feminino , o Santos enfrenta o Iranduba, nesta quarta-feira (17), às 21h, na Arena da Amazônia.