Tamanho do texto

Ídolo do título de 2012 resolve jogo amarrado e Timão derrota a equipe venezuelana em Itaquera; Independiente e Millonarios jogam nesta quinta

Jogando como titular, Emerson Sheik lutou muito o fez o primeiro gol do Corinthians
Divulgação
Jogando como titular, Emerson Sheik lutou muito o fez o primeiro gol do Corinthians

O Corinthians é o novo líder do Grupo G da Copa Libertadores da América. O Timão bateu o Deportivo Lara por 2x0, na Arena Itaquera e foi aos quatro pontos na competição, ultrapassando a própria equipe venezuelana, que tem três pontos na tabela.

Leia também: Neymar de volta à Espanha? "Ele tem presente e futuro no PSG", avisa seu pai

O primeiro gol do Corinthians foi marcado pelo interminável Emerson Sheik, herói do título da Libertadores de 2012. Completando 150 jogos pelo time do Parque São Jorge, o meia Rodriguinho completou o placar. Nesta quinta-feira, o Independiente recebe o Millonarios na Argentina para completar a rodada no Grupo G.

O jogo

Precisando da vitória para assumir a liderança do grupo, o Corinthians se impôs dentro de seus domínios desde o primeiro minuto de jogo. Valorizando a posse bola, o time brasileiro trocava passes pacientemente no campo de ataque. O Deportivo Lara, por sua vez, aceitava o domínio corintiano e mostrava dificuldades quando tinha a bola no pé.

Apesar de ter o controle do jogo, o Timão tinha dificuldades para se infiltrar na área do adversário. As melhores chances da equipe paulista nos primeiros 20 minutos de partida sairam dos pés de Clayson: aos 14 minutos, ele fez boa jogada pela ponta esquerda e cruzou rasteiro, mas Emerson não alcançou a bola. Cinco minutos depois, ele voltou a costurar pela esquerda, tabelou com Maycon e arriscou da entrada da área. A bola saiu forte e rasteira, mas o goleiro Salazar caiu para fazer boa defesa.

Na segunda metade do primeiro tempo, o Corinthians seguiu dominando a partida, mas a dificuldade para finalizar a gol era cada vez maior. Contente com o empate, o Lara colocou todos os jogadores atrás da linha da bola e montava uma verdadeira barreira à frente de sua área. Sem Jadson, machucado, e com Rodriguinho sobrecarregado na armação, o Timão não conseguiu assustar mais o adversário.

Leia também: Messi quebra marca pessoal, chega ao 100º gol na Champions e Barça se classifica

No início do segundo tempo, as duas equipes voltaram a campo com a mesma proposta. Sem conseguir agredir o adversário de forma contundente, Fábio Carille optou pela entrada de Matheus Vital na vaga de Maycon aos 17 minutos. Apenas dois minutos depois, Emerson Sheik recebeu dentrou da área encontrou Romero sozinho na ponta direita. O paraguaio cruzou e encontrou a cabeça do próprio Sheik, que cabeceou para o chão e venceu o goleiro Salazar.

Logo após o gol, o ídolo corintiano deixou o campo para a entrada de Júnior Dutra. O Corinthians teve a chance de aumentar o placar aos 23, quando Romero recebeu sozinho na frente de Salazar, mas o paraguaio finalizou mal, em cima do goleiro do Deportivo Lara.

Aos 31, no entanto, o Timão conseguiu aumentar sua vantagem. Clayson recebeu no meio do campo e abriu de calcanhar para Rodriguinho na ponta esquerda. O meia cruzou em direção à grande área e a bola desviou na marcação, enganou o goleiro Salazar e foi parar no fundo do gol.

Com a vitória garantida, o Timão voltou a trocar passes, dessa vez no campo de defesa. O Deportivo Lara, por sua vez, não oferecia qualquer resistência e não chegou a assustar o goleiro Cássio até o final da partida. 

O Corinthians volta a campo pela Libertadores no dia 18 de abril, diante do Independiente, na Argentina. Nesse domingo, o Timão enfrenta o Bragantino, no Pacaembú, pela partida de ida das quartas de final do Campeonato Paulista.

FICHA TÉCNICA

Local: Arena Corinthians
Data: 14 de março de 2018
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Raúl Orosco (Bolívia)
Assistentes: Edwar Saavedra (Bolívia) e Reluy Vallejos (Bolívia)
Público: 31.524 pagantes
Renda: R$ 2.095.062,95
Cartões amarelos: Júnior Dutra (Corinthians); Pernía e Andreutti (Lara)
Gols: Emerson Sheik (Corinthians), aos 20, e Pernía (contra), aos 31 minutos do segundo tempo

Corinthians: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel, Maycon (Mateus Vital), Romero, Rodriguinho, Emerson Sheik (Júnior Dutra) e Clayson (Pedrinho)
Técnico: Fábio Carille

Deportivo Lara: Carlos Salazar; Aponte, Mendoza, Pernía e Chaurant; Sierra, Andreutti, Reyes (Cardozo), Ramírez e Soto (Valderrey); Hernández (González)
Técnico: Leonardo González

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.