Tamanho do texto

Para mais de 37 mil torcedores santistas no estádio da capital paulista, times alvinegros ficaram no empate; partida ficou paralisada por 50 minutos

Santos e Corinthians fizeram o clássico paulista mais antigo do Estado, neste domingo, no estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, pela 10ª rodada do Paulistão , e empataram em 1 a 1. A partida ficou marcada pelo apagão que atingiu o local e paralisou o duelo por 50 minutos. Além disso, já no fim da partida, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira deixou de marcar um pênalti claro para a equipe da Baixada Santista, anotando falta fora da área, o que gerou muita reclamação.

Leia também: Manchester City domina o Chelsea, vence e mantém invencibilidade em casa

Santos e Corinthians ficaram no empate em clássico paulista no Pacaembu
Reprodução
Santos e Corinthians ficaram no empate em clássico paulista no Pacaembu

Os gols foram marcados por Renê Júnior, aos 19 minutos da primeira etapa em chute de fora da área que desviou e tirou as chances de defesa de Vanderlei, e por Diogo Vitor, aos 41 da etapa final, que empatou para o Santos após saída errada de Cássio. Vale destacar que o garoto ganhou nova chance de Jair Ventura após "sumiços" em 2017.

Com o resultado, o Corinthians segue na primeira colocação do Grupo A, agora com 17 pontos. Já o Santos alcança 18 pontos e lidera o Grupo D. 

O jogo

O Santos começou a partida pressionando a saída de bola do Corinthians. A primeira boa chance, no entanto, foi corintiana, aos cinco minutos, com Rodriguinho após cobrança de escanteio. O camisa 26 finalizou bem e Vanderlei apareceu para fazer a primeira defesa.

Aos 11 minutos, após cobrança de escanteio curta para Rodrygo, o jovem limpou e cruzou na cabeça de Lucas Veríssimo, que cabeceou firme, mas no meio do gol e fácil para defesa de Cássio. Aos 15, Fagner passou para Jadson na área, que tentou o chute de primeira, mas furou. A resposta santista veio na sequência. Vecchio lançou Copete, que segurou e finalizou, mas Cássio encaixou.

Com dificuldades na saída de bola, o Santos sofreu com a pressão do Corinthians, principalmente nos primeiros 15 minutos, mas a equipe de Carille não aproveitou. Quatro minutos mais tarde, Renê Júnior resolveu arriscar de muito longe. A bola desviou em Léo Cittadini e Vanderlei não conseguiu chegar nela. Belo gol corintiano para abrir o placar no Pacaembu.

Aos 25 minutos, Daniel Guedes acertou belo cruzamento da direita e Léo Cittadini cabeceou, mas a bola foi pra fora. Apesar de não sentir o gol, o Santos sofria para se infiltrar na defesa bem postada do Corinthians. Depois de marcar, inclusive, o time atual campeão brasileiro passou a jogar no contra-ataque e apresentar muito perigo ao gol de Vanderlei.

Aos 38 minutos, Léo Cittadini cruzou da esquerda e Sasha se adiantou a Cássio para cabecear, mas o atacante errou o alvo. Aos 40, Rodriguinho passou para Maycon, livre, que chutou forte, mas para fora. O jogo ficou veloz e o Santos tentou o empate até o último minuto, mas sofreu com a falta de eficiência, principalmente de Copete, que, por sinal, foi um dos piores em
campo, ao lado de Cittadini e Vecchio. Alison foi o melhor pelo lado santista e o coletivo do Corinthians foi bem, menos Clayson, maldoso em algumas jogadas.

Leia também: Em dia de gol 600 de Messi, Barcelona vence Atlético e volta a abrir oito pontos

Para o segundo tempo, Jair Ventura optou pela entrada de Arthur Gomes no lugar de Copete. O Santos passou a dominar a partida, diminuindo os espaços corintianos e acelerando as jogadas. Aos 12 minutos, Alison teve ótima chance de empatar após jogada ensaiada, mas cabeceou errado. Um minuto depois, Alison lançou e Vecchio tentou uma puxada parecida com uma bicicleta e quase surpreendeu Cássio, que fez bela defesa.

Apagão atingiu o Pacaembu e paralisou a partida entre Santos e Corinthians
Reprodução
Apagão atingiu o Pacaembu e paralisou a partida entre Santos e Corinthians

Aos 16, Arthur Gomes tentou de longe, mas o goleiro do Corinthians defendeu em dois tempos. Aos 22 minutos, após o início da chuva em São Paulo, parte dos refletores do Pacaembu se apagaram e o jogo foi paralisado.

Após mais de 45 minutos de paralisação, a bola voltou a rolar no Pacaembu. Na primeira jogada, Arthur Gomes, após belo lance individual, cruzou para Sasha, que desviou para fora. O Santos seguiu com as jogadas aéreas que não deram certo durante o jogo inteiro.

Aos 30 minutos, Rodriguinho avançou livre pela direita e cruzou para Jadson. O meia limpou dois jogadores do Santos e tentou a cavadinha, mas Daniel Guedes salvou em cima da linha. Aos 35, após cobrança de escanteio, a bola passou por todo mundo e Rodriguinho chutou de primeira no contrapé de Vanderlei, que conseguiu fazer linda defesa. No rebote, Balbuena isolou.

Aos 45 minutos, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira deixou de marcar pênalti para o Santos em falta que foi dentro da área, mas ele marcou fora
REPRODUÇÃO/PREMIERE
Aos 45 minutos, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira deixou de marcar pênalti para o Santos em falta que foi dentro da área, mas ele marcou fora

Dois minutos depois, Jean Mota chutou muito forte de longe e Cássio defendeu bem. Aos 41 minutos, após muito tentar por cima e em mais um cruzamento, dessa vez pela esquerda, Cássio saiu muito mal, não conseguiu segurar e a bola sobrou livre para Diogo Vitor, que havia acabado de entrar e reestreou muito bem, chutando com muita força para deixar tudo igual.

Melhor na volta após o apagão, o Santos seguiu em cima do Corinthians. Aos 45, Cittadini foi derrubado dentro da área, mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira marcou falta fora. Na cobrança, a zaga afastou. Aos 49 minutos, fim de partida e tudo igual no clássico alvinegro.

Ficha técnica

Santos 1 x 1 Corinthians

Data: 4 de março de 2018, domingo, 17 horas (de Brasília)

Local:  Estádio do Pacaembu, São Paulo (SP)

Árbitro:  Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Auxiliares:  Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Evandro de Melo Lima (SP)

Cartões amarelos:  David Braz, Diogo Vitor e Vecchio (SAN); Clayson e Gabriel (COR)

Público e renda:  34.448 pagantes (37.431 presentes) / R$ 1.052.220,00

Gols:  Renê Júnior, aos 19’/1ºT (0-1); Diogo Vitor, aos 41’/2ºT (1-1);

Santos:  Vanderlei, Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison, Léo Cittadini e Vecchio (Vitor Bueno, aos 18’/2ºT) ; Rodrygo (Diogo Vitor, aos 32’/2ºT), Copete (Arthur Gomes, no intervalo) e Sasha;
Técnico: Jair Ventura

Corinthians: Cássio, Fagner, Balbuena, Henrique e Maycon; Gabriel e Renê Júnior; Romero, Jadson (Emerson Sheik, aos 32’/2ºT), Rodriguinho e Clayson (Júnior Dutra, aos 18’/2ºT)
Técnico: Fábio Carille.

Leia também: Davide Astori, capitão da Fiorentina, é encontrado morto em hotel

Na próxima rodada, o Santos irá até Novo Horizonte para enfrentar o Novorizontino, na quarta-feira, dia 7. O Corinthians receberá o Mirassol em sua Arena, no mesmo dia.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.