Tamanho do texto

Líder Corinthians joga na segunda-feira e já vê os rivais paulistas chegando, com seis pontos de diferença

Dudu marcou duas vezes e o Palmeiras venceu o Grêmio em Porto Alegre
Reprodução / Félix Zucco
Dudu marcou duas vezes e o Palmeiras venceu o Grêmio em Porto Alegre

Grêmio e Palmeiras duelaram em Porto Alegre pela 30ª rodada do Brasileirão e o alviverde paulista se deu melhor, vencendo por 3 a 1 e assumindo a segunda colocação na tabela de classificação com 53 pontos, seis atrás do líder Corinthians que joga contra o Botafogo na segunda-feira, no Rio. Os gaúchos ficaram com 50, em quarto.

Veja como está a classificação do Brasileirão

Já pensando no jogo de ida da semifinal da Libertadores, na quarta-feira, o Grêmio usou um time misto e apenas Luan e Michel dos considerados titulares atuaram. Depois de um primeiro tempo equilibrado e sem gols, o Palmeiras atropelou na etapa final e construiu seu triunfo com dois gols de Dudu e um de Moisés. 

Michel ainda diminuiu para o Grêmio, mas a reação parou por aí.

Na Vila Belmiro

Quem também venceu e colocou pressão sobre o líder foi o Santos. Na Vila Belmiro, a equipe alvinegra fez 1 a 0 sobre o lanterna Atlético-GO e foi aos mesmos 53 pontos do Palmeiras, que leva vantagem por ter mais vitórias. O único gol foi marcado pelo artilheiro Ricardo Oliveira, no primeiro tempo, de cabeça.

No Pacaembu

Em sua árdua luta para evitar o rebaixamento, o São Paulo deu um passo importante para permanecer na Série A. Contando com o apoio da sua torcida no Pacaembu, o time tricolor venceu o Flamenfo por 2 a 0 e foi aos 37 pontos, em 13º, deixando o adversário com 46, em sexto.

Leia também: Brasileiro faz golaço do meio de campo em partida na Europa; confira no vídeo

O primeiro tempo foi dominado pelo São Paulo, que conseguiu abrir uma boa vantagem com gols de Lucas Pratto, aos 14 minutos, e Hernanes, de cabeça, aos 40. O tento do argentino foi cercado de polêmica, já que os jogadores do Fla reclamaram de toque de braço do atacante, mas a arbitragem validou o lance.

Os cariocas melhoraram na etapa complementar e passaram a pressionar o time paulista em seu campo de defesa. Berrío quase diminuiu acertando a trave, mas a defesa dos donos da casa conseguiu segurar o ataque flamenguista.

No Mineirão

Mesmo com o título da Copa do Brasil conquistado há algumas semanas, o Cruzeiro não abriu mão do Brasileirão e entrou na rodada ainda sonhando com título. Mas o Atlético-MG, que ainda luta para se afastar de vez da zona de rebaixamento, não quis saber de conversa e venceu por 3 a 1, de virada.

A Raposa permanece com 47 pontos, enquanto o Galo subiu para 41, já começando a pensar em Libertadores.

Leia também: Daniel Alves revela como ele e o "irmão" Neymar decidiram jogar no PSG

Thiago Neves colocou o Cruzeiro na frente no primeiro tempo, para delírio da maioria da torcida azul presente ao Mineirão. Na etapa final, porém, o Atlético resolveu seu triunfo com gols do baixinho Otero, de cabeça, e Robinho, que marcou duas vezes.

Na Fonte Nova

No clássico baiano disputado na Fonte Nova, o Bahia levou a melhor sobre o Vitória e derrotou o arquirrival por 2 a 1, ficando ainda mais longe da degola com 38 pontos, enquanto o rubro-negro, com 33, ainda corre sérios riscos. O primeiro gol do duelo foi do colombiano Mendoza, no começo do segundo tempo, Wallace empatou e Edgar Junio, no finalzinho, decretou o triunfo tricolor.

Na Arena da Baixada

Com gol de Felipe Gedoz no fim, o Atlético-PR venceu o Sport por 2 a 1, afastou de vez o perigo do rebaixamento e entrou na briga por Libertadores com 41 pontos conquistados. O clube pernambucano, por sua vez, ficou com 35 e vai lutar para não cair nas rodadas finais. E todos os gols foram no segundo tempo: Lucho Gonzalez e Gedoz para os anfitriões e Diego Souza para os visitantes.

No final das contas, Palmeiras e Santos se deram bem no fim de semana e ainda sonham com o título nacional.

    Leia tudo sobre: Futebol