Tamanho do texto

Treinador de 64 anos seria demitido por decisão da diretoria, mas jogadores pediram pela permanência e presidente voltou atrás da decisão

Levir Culpi segue como técnico do Santos . O clube havia decidido, após reunião entre o presidente Modesto Roma Júnior e outros dirigentes, realizada na Vila Belmiro, nesta sexta-feira, demitir o treinador de 64 anos, mas quando os atletas chegaram ao CT Rei Pelé, houve outra reunião, e o mandatário voltou atrás de sua decisão. No momento, o time está na quarta colocação do Campeonato Brasileiro , com 50 pontos.

Leia também: Adriano Imperador se diz vítima de macumba: "Sei que é de mulher"

Levir Culpi havia sido demitido do Santos, mas diretoria voltou atrás e decidiu pela permanência do técnico
IVAN STORTI / SANTOS FC
Levir Culpi havia sido demitido do Santos, mas diretoria voltou atrás e decidiu pela permanência do técnico

Levir Culpi  seria comunicado da decisão assim que chegasse ao centro de treinamento. Ele, juntamente com o elenco, desembarcaram em São Paulo no início desta tarde após o empate diante do Sport, por 1 a 1, em Recife, pela 29ª rodada do Brasileirão. Alguns jogadores, inclusive, foram muito cobrados no aeroporto de Congonhas, como Lucas Lima e Zeca.

O assessor de imprensa do treinador, Adriano Rattmann, havia confirmado a demissão em um posto no Facebook, mas o texto foi apagado logo depois. Os jogadores, principais responsáveis pela permancência, fizeram questão de abraçar o treinador para a imprensa presente no CT ver e ainda provocaram: "Erraram feio, hein?".

Apesar da boa posição na tabela, o desempenho em campo não tem agradado os torcedores, que têm criticado muito o comandante nas últimas semanas e chegaram a pichar os muros da Vila Belmiro após o empate na Ilha do Retiro. O Santos foi, e talvez ainda é, considerado o principal perseguidor ao Corinthians na briga pelo título Brasileiro, mas, até aqui, falhou quando poderia se aproximar do líder, como nas duas últimas rodadas.

Levir Culpi assumiu o clube da Baixada em junho no lugar de Dorival Júnior. Conseguiu passar pelo Atlético-PR pelas oitavas de final da Copa Libertadores, mas acabou eliminado pelo Barcelona de Guayaquil com uma derrota por 1 a 0 em casa. Ao todo, foram 29 jogos, sendo 13 vitórias, quatro derrotas e 12 empates.

Leia também: Jogador leva pancada e deixa o campo com a cabeça jorrando sangue; assista

Em entrevista coletiva concedida na Vila Belmiro nesta sexta, o presidente santista havia demonstrado insatisfação com o rendimento do time e deixado a possibilidade de Culpi sair um pouco mais cedo, já que não se pensava em renovação para 2018.

"Ontem estávamos ganhando até os 38 minutos (do segundo tempo), sofremos um gol não normal. Não de uma jogada construída. Lance de felicidade do Rogério. O que vale é resultado. Jogamos bem? Não sei. Sofremos muita pressão e nosso time não é para sofrer. Algo tem que ser mudado. Vamos juntar as nossas sabedorias e ver o que pode ser mudado", afirmou Modesto Roma Júnior.

Leia também: Última convocação da seleção brasileira no ano tem Diego Souza e Douglas Costa

Carreira

Paranaense de 64 anos, Levir Culpi passou por muitas equipes desde que se tornou treinador, em 1986. Suas campanhas de maior destaque foram no Cruzeiro e no Atlético Mineiro, onde conquistou duas Copas do Brasil, duas Recopas Sul-Americanas e cinco Campeonatos Mineiros. De 2007 a 2013 foi treinador do Cerezo Ozaka e, curiosamente, saiu de lá sem ganhar nenhum título. No Santos, ele segue com chances de ser Campeão Brasileiro.

    Leia tudo sobre: futebol