Tamanho do texto

Equipe do técnico Fábio Carille está bem perto de conquistar o Paulistão após a vitória sobre a Ponte Preta em Campinas

Quando o Campeonato Paulista começou, o Corinthians não era apontado como principal favorito ao título. Com um elenco até certo ponto modesto e com contratações duvidosas, o time do Parque São Jorge chegou a ser considerado a quarta força do estado pela imprensa, atrás de Palmeiras, Santos e São Paulo.

Leia também: Corinthians e Fla largam na frente na finais, e Gaúcho e Mineiro empatam

Rodriguinho fez dois gols do Corinthians na primeira final contra a Ponte Preta
Site oficial
Rodriguinho fez dois gols do Corinthians na primeira final contra a Ponte Preta

Os três rivais ficaram para trás e o Corinthians está bem perto de ser campeão do Paulistão. A vitória por 3 a 0 sobre a Ponte Preta, em Campinas, deixou a equipe com as duas mãos na taça, podendo até perder o duelo da volta no domingo que vem, em Itaquera. Para o técnico Fábio Carille, a vitória provou que seu time deixou de ser um mero coadjuvante em SP.

Leia também: Apresentadora de TV chama o Corinthians de gambá ao vivo; veja vídeo

"No começo do ano nós éramos a quarta força. Até a gente achava isso. O Palmeiras campeão brasileiro e se reforçando, o Santos com Lucas Lima e Ricardo Oliveira, o São Paulo contratando. Mas nos fechamos para trabalhar. Errei algumas vezes, mas nunca deixei de priorizar a defesa, sabia que com um time forte atrás as coisas acontecem", disse Carille.

"Muitas vezes o melhor não ganha. O que me faz fortalecer é o dia a dia. Não fico pensando em título. Penso no amanhã, o que posso melhorar no time, assim será minha carreira", completou o técnico corintiano.

Primeiro título em casa

Apesar de estar bem perto de conquistar o título diante da sua torcida e acabar com o estigma de que Itaquera é um estádio de eliminações corintianas, Fábio Carille sabe que o time, em algumas ocasiões, como contra o Internacional pela Copa do Brasil, deixou a desejar em disputas de mata-mata. 

Leia também: Vídeo inédito mostra como começou a confusão em Peñarol x Palmeiras; assista

"A respeito da eliminação, tivemos algumas marcantes, de Libertadores, mas algumas classificações, como contra o Fluminense ano passado. Claro que os jogos de Libertadores ficaram marcados. Vou levar com muita seriedade essa semana para que a gente não faça nada com desrespeito em relação à Ponte. Mas vai ser uma emoção muito grande comemorar um título no nosso estádio", finalizou o comandante do Corinthians.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.