Tamanho do texto

Goleiro da Chapecoense voltou ao Brasil nesta terça-feira e está internado na capital paulista

Follmann teve a perna direita amputada do joelho para baixo
Cleberson Silva / Chapecoense
Follmann teve a perna direita amputada do joelho para baixo

Primeiro sobrevivente do avião da Chapecoense a retornar ao Brasil - ele desembarcou na madrugada de segunda para terça-feira no aeroporto de Congonhas, em São Paulo -, o goleiro Jackson Follmann segue internado no Hospital Israelita Albert Einstein, na zona sul da capital paulista, e o primeiro boletim médico informa uma nova cirurgia na segunda vértebra cervical.

Mais cedo:  Follmann chega a São Paulo no "primeiro gol" da Chape: "Temos que fazer 4 x 0"

Segundo o informativo, assinado pelo médico Jorge Roberto Pagura,  Follmann  está lúcido e em bom estado geral. Lembrando que o arqueiro teve parte da sua perna direita amputada ainda na Colômbia.

E mais:  "De repente, desligaram as luzes do avião", relata sobrevivente da Chapecoense

O goleiro reserva da Chape foi um dos seis sobreviventes da tragédia aérea que matou 71 pessoas perto de Medellín, onde a equipe jogaria a final da Copa Sul-Americana diante do Atlético Nacional. Além dele, também escaparam com vida o lateral Alan Ruschel, o zagueiro Neto, o jornalista Rafael Henzel, a comissária de bordo Ximena Suárez e o técnico da aeronave Erwin Tumiri.

Veja:  "Foi um assassinato", diz ministro boliviano sobre tragédia da Chapecoense

Um dia depois do retorno de Jackson Follmann ao Brasil, Alan Ruschel e Rafael Henzel também deixaram a Colômbia e desembarcarão em Chapecó. Já o defensor Neto, que era considerado o caso mais crítico entre todos os sobreviventes, deve retornar ainda nesta semana, dependendo da sua evolução no hospital da cidade de Rionegro.

Confira o boletim:

O jogador de futebol Jackson Follmann encontra-se internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein desde hoje à 1h20.

O paciente foi submetido a uma série de exames de imagens (Tomografia de crânio e coluna cervical com protocolo para neuronavegação, tomografia computadorizada de tórax e ressonância magnética da coluna cervical) e diversos exames laboratoriais. Após a avaliação desses exames e discussão interdisciplinar, optou-se pela correção cirúrgica da fratura do processo odontóide (fixação da segunda vértebra cervical). A cirurgia será realizada na tarde de hoje.

Follmann está lúcido e em bom estado geral.

    Leia tudo sobre: Futebol