Tamanho do texto

Atacante de 27 anos foi apresentado nesta quarta-feira e Marco Aurélio Cunha fez questão de o elogiar: "Em nenhum momento ele vacilou"

Marco Aurélio Cunha e Wellington Nem durante apresentador do atacante no São Paulo
Érico Leonan / saopaulofc.net
Marco Aurélio Cunha e Wellington Nem durante apresentador do atacante no São Paulo

Um dos últimos reforços do São Paulo é o atacante Wellington Nem, que ainda nem estreou, mas já está com moral no clube. Nesta quarta-feira, o jogador de 27 anos foi apresentado oficialmente no CT da Barra Funda e foi enaltecido por Marco Aurélio Cunha, executivo de futebol do tricolor, por conta de sua postura durante as negociações.

LEIA MAIS: Fifa planeja fazer Copa do Mundo com 48 seleções divididas em 16 grupos de três

De acordo com o dirigente, Wellington Nem fez tudo o que necessitava para que o acordo fosse concretizado, inclusive, recusou até proposta da Europa para voltar ao País e defender a equipe do Morumbi.

“Quero ressaltar a lealdade do Wellington Nem na negociação. Quando o mercado descobre, sempre entra alguém tentando interferir. Em nenhum momento ele vacilou, no momento mais importante ele disse que o compromisso dele era com o São Paulo. Foi fundamental a forma como ele nos recebeu e sua condução impecável”, revelou Marco Aurélio, antes de passar a camisa do escrete ao atleta, que ainda não tem um número definido.

LEIA MAIS: Venda do Milan para investidores chineses é adiada para 3 de março

“O São Paulo já tinha me procurado um ano e meio atrás e eu tinha falado que sim. Quando me ligaram agora eu falei que tinha interesse. É um clube grande, que entra para ganhar tudo. Queria voltar para o Brasil e ganhar todos os títulos possíveis”, disse o atacante, mais um de tantos brasileiros que tiveram dificuldades para dar sequência na carreira jogando na Ucrânia.

“Meus dois anos lá foram difíceis. Me machuquei, tinha de me adaptar. O técnico falava que todo mundo demorava dois anos para se adaptar. Depois, me adaptei e fui bem. Mas eu não estava feliz lá. Eu tive possibilidade de ir para a Europa, mas falei para o meu empresário que tinha escolhido voltar ao Brasil”, prosseguiu.

Mais maduro

Nem estourou no futebol com a camisa do Fluminense, em 2011 e segue vinculado ao Shakhtar, que o emprestou ao São Paulo até dezembro da próxima temporada. Em sua primeira entrevista coletiva, nesta quarta, o atacante destacou que se sente mais maduro atualmente, com mais responsabilidades e foi categórico ao lembrar que pretende seguir jogador na ponta direita.

Além disso, o jogador de 1,67m, que ficou famoso por conta de sua velocidade e habilidade, falou sobre sua condição física e seu período de inatividade, já que sua última partida oficial aconteceu no longínquo 9 de setembro, na Ucrânia.

LEIA MAIS: Jogador faz gol de letra, sofre ataque cardíaco minutos depois e morre em campo

“Eu fiquei muito tempo sem jogar, vim para o nascimento do meu filho e fiquei duas semanas aqui no Brasil. Quando voltei para a Ucrânia, tive que me adaptar de novo e ficar bem fisicamente. Quando veio a possibilidade de sair (do Shakhtar), falei para eles que não queria mais jogar e ia ficar só treinando. Mas estou bem fisicamente. Se eu pudesse, até jogaria esse jogo (de domingo). Mas, não posso”, concluiu Wellington Nem.

    Leia tudo sobre: futebol