Tamanho do texto

Zagueiro é considerado o sobrevivente em estado mais crítico, apesar de estável, mas seu problema de saúde deve ser eliminado em breve

Neto, zagueiro da Chapecoense que sobreviveu à queda do avião na Colômbia
Reprodução / Laion Espíndula
Neto, zagueiro da Chapecoense que sobreviveu à queda do avião na Colômbia

As boas notícias sobre os sobreviventes da tragédia com o avião da Chapecoense continuam chegando da Colômbia. Nesta quarta-feira, Helam Marinho Zampier, pai do zagueiro Neto, postou uma atualização do estado de saúde do seu filho e as informações são animadoras.

E mais:  Jogadores da Chapecoense que não viajaram pensam em abandonar o futebol

“Bom dia queridos amigos. Venho informar que os médicos descobriram a bactéria e já estão tratando de eliminá-la", disse o pai de Neto . "Meu filho está sedado por precaução e em breve traremos ele de volta para casa na fé de Deus. Continuemos em oração por todos sobreviventes e as famílias enlutadas também, pois precisam de conforto espiritual no coração", completou Helam.

O defensor foi o último resgatado entre os seis sobreviventes da queda da aeronave e ainda é considerado o com estado um pouco mais crítico, apesar de estável, já que teve um forte trauma no peito. Os médicos tentam combater uma infecção pulmonar causada por uma bactéria antes desconhecida, mas que agora já foi detectada e deverá ser eliminada nos próximos dias.

Confira também:  Gerente-geral da companhia aérea Lamia é preso na Bolívia

Neto segue internado no Hospital San Vicente Fundação de Medellín, na Colômbia, mesmo local onde também estão o goleiro Follmann, o lateral Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel. As outras duas pessoas retiradas com vida dos destroços são a comissária de bordo Ximena Suárez e o técnico do avião Erwin Tumiri.

Zagueiro Neto chega ao hospital após ser resgatado com vida dos destroços do avião
Reprodução / Facebook
Zagueiro Neto chega ao hospital após ser resgatado com vida dos destroços do avião

E mais:  PF concede refúgio provisório a boliviana que mostrou erro em voo da Chapecoense

A tragédia

O avião com a delegação da Chapecoense que teria como destino a cidade de Medellín, na Colômbia, caiu pouco antes de pousar, matando 71 das 77 pessoas que estavam a bordo. O time jogaria a final da Copa Sul-Americana diante do Atlético Nacional. Entre as vítimas estão jogadores, membros da comissão técnica, diretoria, jornalistas e tripulação. Neto é um dos seis que conseguiram sair com vida.

    Leia tudo sobre: Futebol