Tamanho do texto

Rafael Henzel enviou áudio para a Rádio Oeste Capital, de Chapecó, onde trabalha: "Deus me deu uma segunda chance". Ouça fala completa

O jornalista Rafael Henzel foi um dos sobreviventes da tragédia na Colômbia, ele trabalha na Rádio Oeste Capital, de Chapecó
Divulgação
O jornalista Rafael Henzel foi um dos sobreviventes da tragédia na Colômbia, ele trabalha na Rádio Oeste Capital, de Chapecó

O jornalista catarinense da Rádio Oeste Capital, de Chapecó, um dos seis sobreviventes da tragédia com o avião da empresa boliviana LaMia, que deixou 71 mortos na Colômbia na última semana, falou pela primeira vez após o acidente, nesta segunda-feira.

LEIA MAIS: Alan Ruschel passa bem e diz aos médicos que quer fazer churrasco

Através de um áudio enviado do hospital onde se recupera do acidente à rádio onde trabalha e pela qual viajou para a Colômbia justamente para cobrir a primeira partida da final da Copa Sul-Americana entre Atlético Nacional e Chapecoense, o jornalista tranquilizou os familiares e se emocionou por conta da 'nova chance dada por Deus'.

LEIA MAIS: “Avisaram que seria um pouso normal”, diz sobrevivente do avião da Chape

"Oi, pessoal. Bom dia a todo mundo. Estou com a voz assim porque estou há muito tempo sem usar e dizer que está tudo bem. Estamos avançando, né? Deus me deu uma (voz tremula) segunda chance. A gente vai ter que trabalhar muito. Todos nós, tá? Mãe, fica bem, hein? Tavinho tá bem. Um abração pra casa e pra curar todas as lesões que teve. O importante é que nós estamos vivos aqui, pronto pra próxima. Beijo a todo mundo", disse Rafael Henzel por áudio ( ouça abaixo ).

LEIA MAIS: Após tragédia, veja quem são os atletas que ainda estão no elenco da Chapecoense

Henzel sobreviveu do acidente que vitimou 71 pessoas, entre jogadores, comissão e direção da Chapecoense, jornalistas, convidados e tripulantes, ao lado de outros três brasileiros, os jogadores Alan Ruschel, Neto e Jackson Follmann. Além deles, os tripulantes bolivianos Erwin Tumiri e Ximena Suarez, também resistiram ao acidente. Os quatro brasileiros se recuperam no hospital San Vicente Fundación, próximo a Medellín.

Áudio de Follmann

No programa da TV Globo, Fantástico, no último domingo, um áudio do goleiro Jackson Follmann, que teve uma perna amputada, também foi divulgado. Fala galera. Estou aqui para mandar um abraço para todo mundo. Dizer que estou bem e vou sair dessa rápido. É para todo mundo ficar tranquilo aí. Dessa vez eu passei batido", afirmou.

A tragédia na Colômbia

O avião que levava a delegação da Chapecoense à Colômbia na última segunda-feira, para o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, caiu poucos quilômetros antes de pousar no aeroporto de Medellín por falta de combustível. O jornalista Rafael Henzel foi um dos sobreviventes.

    Leia tudo sobre: futebol