Tamanho do texto

Prêmio Bola de Ouro foi criado em 1956 pela "France Football" para eleger o melhor jogador do mundo através de votos de jornalistas

A revista francesa "France Football" começou a divulgar nesta segunda-feira (24) os jogadores indicados ao prêmio Bola de Ouro 2016. Entre os 30 candidatos aparecem o atual vencedor Lionel Messi (Barcelona) - que só foi informado depois -, o português Cristiano Ronaldo (Real Madrid), o galês Gareth Bale (Real Madrid) e goleiro italiano Gianluigi Buffon (Juventus).

Leia tudo sobre futebol no iG

Além deles, outros atletas também foram confirmados como finalistas da Bola de Ouro : Agüero e De Bruyne (Manchester City), Aubameyang (Borussia Dortmund), Higuaín e Dybala (Juventus), Godín, Koke e Griezmann (Atlético de Madri), Ibrahimovic (Manchester United), Iniesta (Barcelona), Kroos (Real Madrid) e Lewandowski (Bayern de Munique). 

Neymar e Cristiano Ronaldo foram indicados à Bola de Ouro
AS/Reprodução
Neymar e Cristiano Ronaldo foram indicados à Bola de Ouro

Logo depois de divulgar a primeira leva de jogadores, a "France Football" soltou outros nomes no decorrer do dia. Na segunda chamada apareceram Thomas Müller (Bayern de Munique), Luka Modric (Real Madrid), Mahrez (Leicester City) e Lloris (Tottenham). 

Na lista dos dez finais, apareceu o nome do único brasileiro, Neymar, do Barcelona. Além dele, Pepe, zagueiro português do Real Madrid e nascido no Brasil, também fez parte da relação. Dimitri Payet (West Ham), Manuel Neuer e Vidal (Bayern), Paul Pogba (Manchester United), Rui Patricio (Sporting), Sergio Ramos (Real Madrid), Luis Suarez (Barcelona), Vardy (Leicester City).

Veja:  Brasileiro deixa de pagar contas básicas para gastar com futebol, mostra estudo

Agora sem a Fifa

Será o primeiro troféu dado pela publicação desde o rompimento com a Fifa, confirmado em setembro deste ano. O prêmio foi criado em 1956 pela "France Football" para eleger o melhor jogador do mundo através de votos de jornalistas. Desde 1995, o prêmio aceita jogadores de outros continentes. No ano de 2010, a revista e a Fifa se uniram e criaram o troféu de melhor do mundo "Bola de Ouro Fifa".

E mais:  Ex-meio-campista, jovem zagueiro do SP já pensou em parar e tem ídolo espanhol

Com isso, a eleição da Bola de Ouro passou a ter votos também de técnicos das seleções. A edição de 2016, porém, não contará com a Fifa, já que não houve renovação do contrato de acordo. A revista pediu 5 milhões de euros à entidade para continuar a parceria, proposta que foi recusada pelo presidente Gianni Infantino. 

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.