Tamanho do texto

Marcello Lippi comandou a Azzurra em duas oportunidades e conquistou a Copa de 2006. Seu último trabalho foi em 2014 no Guangzhou Evergrande

Marcello Lippi foi campeão do mundo com a Itália em 2006
Divulgação
Marcello Lippi foi campeão do mundo com a Itália em 2006

O técnico italiano de 68 anos, Marcello Lippi, está próximo de ser anunciado como o novo treinador da seleção chinesa de futebol. Os últimos detalhes do contrato estão sendo finalizados e o campeão do mundo com a Itália em 2006 já definiu que o seu assistente técnico será o também italiano, Massimiliano Maddaloni. O anúncio deve ser feito ainda nesta semana.

LEIA MAIS:  Neymar pode ultrapassar Ronaldinho Gaúcho e se igualar a Romário na Champions

Segundo a mídia italiana, a volta de Lippi ao futebol chinês renderia cerca de 19 milhões de euros por ano (cerca de R$ 66,1 milhões na cotação atual), livre de impostos, por três temporadas, o que o deixaria como o técnico mais bem pago do mundo. O objetivo principal de um técnico muitas vezes campeão é fazer com que a seleção do país retorne a uma Copa do Mundo, o que não acontece desde 2002, quando caiu no grupo do Brasil e acabou eliminada ainda na primeira fase.

CARREIRA

Jogador profissional entre 1969, quando começou no Sampdoria, até 1980, a se aposentar no Pistoiese, pequeno clube da cidade de Pistoia, Lippi foi discreto dentro das quatro linhas. Dois anos após se aposentar, assumiu o time B da Sampdoria e ficou por três anos. Passou pelo Pontedera, de 1985 a 1986, depois comandou o Siena, entre 1986 e 1987.

LEIA MAIS:  Campeão da Libertadores pelo Inter em 2010 vai jogar o Paulistão 2017

Retornou ao Pontedera, equipe da região de Toscana, e ficou por mais uma temporada. De 1988 a 1989, treinou o Carrarese, da cidade de Carrara. Em 1989, foi anunciado como treinador do Cesena, onde ficou até 1991. Por uma temporada foi técnico do Lucchese e posteriormente assumiu a Atalanta, onde conquistou o primeiro título: Torneo di Viareggio de 1993.

Foi para o Napoli em 1993 e permaneceu na equipe por uma temporada. Logo em seguida assumiu a Juventus, clube onde fez seu maior trabalho. Foram duas passagens, de 1994 a 1999 e de 2001 a 2004, nesse meio, foi treinador da Inter de Milão. Na Velha Senhora, conquistou 13 títulos:  Campeonato Italiano cinco vezes (1994-95, 1996-97, 1997-98, 2001-02, 2002-03),  Copa da Itália (1994-95), Supercopa da Itália (1995, 1997, 2002, 2003), Liga dos Campeões da UEFA (1995–96), Supercopa Europeia (1996) e Mundial de Clubes (1996).

LEIA MAIS:  Arsenal usará energia solar em todas as instalações do seu estádio

Em 2004, Marcello Lippi assumiu a seleção italiana e chegou ao tetracampeonato do mundo na Copa de 2006, na Alemanha. Deixou a Azzurra após o Mundial e retornou em 2008, onde ficou até 2010, quando não conseguiu repetir a boa campanha anterior e foi eliminado ainda na primeira fase. 

O último trabalho do italiano foi no Guangzhou Evergrande, da China, que ficou por lá entre 2012 e 2014. Foi campeão nacional três vezes (2012, 2013 e 2014), da Copa da China (2012) e da Liga dos Campeões da Ásia (2013).

*Com agência Ansa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.