Tamanho do texto

“Quando o time andou mal, até o Tite foi contestado. A questão é ausência de vitórias mesmo”, falou Oswaldo de Oliveira durante entrevista coletiva

A diretoria do Corinthians anunciou, de forma oficial, a contratação do técnico Oswaldo de Oliveira. O carioca é o quarto comandante a defender o atual campeão brasileiro nesta temporada. Ele substitui Fábio Carrille, que foi oficializado no cargo após a demissão de Cristóvão Borges. Este substituiu o ídolo Tite, acertado com a seleção brasileira.

LEIA MAIS:  Zagueiro do Palmeiras sonhou em ser goleiro quando jogava na Colômbia

O Corinthians não tinha quatro treinadores em uma mesma temporada há uma década. A última vez, aliás, também foi em ano seguinte a título nacional. Antônio Lopes comandou o clube paulista na reta final do título brasileiro em 2005 e iniciou a temporada 2006. O Delegado, porém, foi substituído por Ademar Braga que, assim como Carrille, começou interino, mas acabou efetivado. Com Oswaldo , isso volta a acontecer.

Oswaldo de Oliveira é o quarto técnico do Corinthians na temporada - o que não acontecia há dez anos
Divulgação
Oswaldo de Oliveira é o quarto técnico do Corinthians na temporada - o que não acontecia há dez anos













LEIA MAIS:  Diretor do Rio 2016 confirma e Flamengo x Corinthians será no Maracanã

Como não deu certo, Ademar Braga deixou o posto para a chegada de Geninho que seria substituído por Emerson Leão. De 2006 para cá, o Corinthians teve 14 trocas de comando e 12 técnicos, uma vez que Mano Menezes e Tite dirigiram o clube em duas oportunidades nos últimos dez anos.

“Quando o time andou mal, até o Tite foi contestado. A questão é ausência de vitórias mesmo”,  falou o novo comandante sobre a pressão que deve sofrer no time. "O Corinthians teve timaço em cima de timaço nos últimos anos. Agora, em um período de transição, com as vitórias não vindo, qualquer um que estivesse aqui seria vaiado. Até o meu xará, Oswaldo Brandão", continuou.

TROCAS DE COMANDO

No século XXI, o Corinthians ainda teve outra oportunidade com quatro treinadores na mesma temporada. Tite iniciou a temporada 2005 no comando do alvinegro, mas foi substituído pelo argentino Daniel Passarella. Márcio Bittencourt entrou como interino e chegou a ser efetivado, mas perdeu espaço para Antônio Lopes que seria campeão nacional.

LEIA MAIS:  Sudeste sobe dois, mas Nordeste lidera acessos do Brasileirão Série C desde 2009

Agora, Oswaldo de Oliveira tem a missão de garantir uma vaga na Libertadores 2017 e, quem sabe, até beliscar o título da Copa do Brasil. Aos 65 anos, o carioca defendeu o Corinthians pela primeira vez em 1999, ao substituir Vanderlei Luxemburgo que tinha ido à seleção brasileira. Há 17 anos, Oswaldo de Oliveira foi campeão paulista e brasileiro. Em 2000, ainda conquistou o Mundial de Clubes. O treinador ainda passou pelo clube em 2004 e acumula 112 jogos.

Animado com a vitória, por 4 a 2, sobre o Santa Cruz, o Corinthians ocupa a 9ª colocação com 45 pontos, um a menos do que o G6. A estreia de Oswaldo de Oliveira será neste domingo, às 18h30, contra o lanterna América Mineiro na Arena Corinthians, em São Paulo, pela 31ª rodada do Brasileirão.

Para ler mais sobre a entrevista coletiva do novo técnico do alvinegro, clique aqui.

*Texto de Rodolfo Brito, especial para o iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.