Tamanho do texto

Depois de ser substituído, atacante, de acordo com o jornal espanhol "Marca" teria xingado o treinador Giampiero Ventura de "pedaço de merda"

Atacante Pellé é expulso da seleção italiana após desrespeitar o treinador Giampiero Ventura
Divulgação / Twitter oficial Seleção da Itália
Atacante Pellé é expulso da seleção italiana após desrespeitar o treinador Giampiero Ventura

O atacante italiano Graziano Pellé, atualmente jogador do Shandong Luneng, da China, e também da seleção, foi expulso da Squadra Azzurra após desrespeitar o técnico Giampiero Ventura. Em partida válida pelas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo 2018 contra a Espanha na última quinta-feira, Pellé não gostou de ser substituído.

LEIA MAIS:  Processo contra Neymar é reaberto pela promotoria de Madri

Aos 14 minutos do segundo tempo, quando o jogo estava 1 a 0 para os espanhóis, ele saiu de campo sem cumprimentar o treinador de 68 anos. Mas isso não é nada. De acordo com o jornal espanhol "Marca", o atacante também teria xingado o treinador de "pedaço de merda" e foi excluído da convocação.

“O treinador Gian Piero Ventura, em acordo com a Federação Italiana de Futebol, decidiu excluir o jogador Graziano Pellè da lista de convocados para a partida contra a Macedônia (…) Ser um jogador da seleção nacional envolve compartilhar valores de respeito com a equipe, todo o staff técnico, companheiros, torcedores e adeptos O jogador retornará hoje ao seu clube", informa a Federação Italiana de Futebol (Figc) em comunicado.

LEIA MAIS:  Jogador alemão pode ser preso por fazer apologia ao terrorismo

Desta forma, Pellé, de 31 anos, está fora do jogo de domingo contra a seleção da Macedônia, válido pela terceira rodada das Eliminatórias Europeias. Atualmente, os espanhóis ocupam a terceira colocação do Grupo G, fora da zona de classificação, com quatro pontos, atrás da Espanha, que também tem quatro e da Albânia, com seis.

PEDIDO DE DESCULPAS

Pellé decidiu se manifestar sobre o que falou através de suas redes sociais. Ele reconheceu seu erro e pediu desculpas pelo que ocorreu, classificando o comportamento como inaceitável. “Por azar, tive outro comportamento inaceitável, principalmente com o técnico e, por consequência, com meus companheiros, que sempre demonstraram valores importantes dentro desse grupo fantástico que formamos. É um erro grave e assumo as consequências. Peço desculpas a todos, de coração”, afirmou o jogador.

LEIA MAIS:  Atacante do Equador deixa o estádio na ambulância para fugir da prisão

A situação do atacante, no entanto, ainda está indefinida para as próximas convocações da Itália. O que se sabe, é que ele não participará mesmo da partida deste domingo. 

*Com Ansa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.