Tamanho do texto

Aleksander Ceferin, de 48 anos, substituiu Michel Platini no comando da maior instituição de futebol da Europa.

O esloveno Aleksander Ceferin, 48 anos, foi eleito nesta quarta-feira (14) como presidente da Uefa, substituindo o francês Michel Platini, suspenso do futebol por quatro anos devido a uma suposta propina recebida de Joseph Blatter.

 MAIS: Colômbia não tem campeão de 89 porque cartel de Pablo Escobar matou juiz.





"É uma grande honra, mas ao mesmo tempo, uma grande responsabilidade", declarou o novo comandante da Uefa.

Ceferin, que comandava a federação de seu país desde 2011, recebeu 42 votos e superou o holandês Michael van Praag, que teve apenas 13. "A eleição de Ceferin é um ótimo resultado para o futebol europeu e premia um projeto construído nos últimos meses com a contribuição fundamental da Figc", declarou o presidente da Federação Italiana de Futebol (Figc), Carlo Tavecchio.

 PAIXÃO:  Brasileiro deixa de pagar contas básicas para gastar com futebol, mostra estudo.

Segundo o cartola azzurro, que apoiou a candidatura do esloveno desde o início, o objetivo é criar uma Uefa com mais participação de seus membros. Já Platini disse estar "orgulhoso" de seus nove anos à frente da federação europeia e garantiu que sua consciência está "tranquila".

 VEJA:  Jogador morre em campo após sofrer parada cardíaca.

Ele foi suspenso por ter recebido de Blatter 2 milhões de francos suíços referentes a serviços prestados à Fifa entre 1998 e 2002. No entanto, o pagamento só foi efetuado em 2011, o que levantou a suspeita de suborno

    Leia tudo sobre: futebol