Tamanho do texto

Em jogo que alternou bons e maus momentos da seleção, Brasil vence com gol de camisa 10, por 2 a 1, e está em segundo lugar nas Eliminatórias

O segundo jogo da seleção sob comando do técnico Tite foi mais difícil do que o primeiro, mas terminou com vitória - um treinador não estreava com duas vitórias seguidas desde Telê Santana, em 1981. Neymar foi o responsável por fazer o gol que determinou a vitória por 2 a 1 sobre a forte Colômbia. Resultado deixa Brasil na ponta das Eliminatórias para a Copa de 2018.

LUTA:  UFC 203 vai agitar o sábado com combate valendo cinturão

Jogo

O segundo jogo sob comando de Tite começou como todos queriam: com gol. Neymar bateu escanteio pela esquerda, Miranda subiu mais do que a zaga e fez de cabeça. 1 minuto de jogo e a seleção já vencia.

Brasil dominou a partida desde o início. Neymar quase fez de falta aos 14 minutos. Colômbia pouco chegava e se segurava na defesa. Seleção não tinha dificuldades no primeiro tempo. Paulinho chegou até a fazer um gol após lançamento de Neymar, mas usou a mão para isso. Acabou tomando cartão amarelo.

Quando tudo estava encaminhado para a vitória na primeira etapa, a Colômbia empatou. James bateu falta e Marquinhos desviou para o próprio gol. 1 a 1 inesperado.

No fim do primeiro tempo, Neymar ainda tomou cartão amarelo após chegar por cima da bola em atleta colombiano. Teve início um pequena confusão, mas logo o juíz terminou o primeiro tempo e os jogadores foram esfriar a cabeça no vestiário.

Paralimpíadas:  Por que atletas surdos não participam dos Jogos Paralímpicos?

Etapa final começou com o Brasil mantendo a posse de bola. Porém, time pecava no último passe e não consegui chegar com perigo no gol adversário.

Mais uma vez, a troca Willian por Philippe Coutinho mudou o duelo. Foi justamente o meia quem tocou para Neymar fazer o segundo gol da seleção: 2 a 1. Depois, o time se soltou mais e criou várias chances para ampliar.

Com jogo dominado pela equipe da casa, a Colômbia nem ameaçou a vitória da seleção brasileira, no segundo jogo sob nova direção.