Tamanho do texto

João Havelange estava internado desde julho para tratamento de uma pneumonia e não resistiu

João Havelange morreu aos 100 anos de idade
ESTADÃO CONTEÚDO
João Havelange morreu aos 100 anos de idade

Ex-presidente da Fifa e ex-membro do comitê executivo do COI (Comitê Olímpico Internacional), o brasileiro João Havelange morreu nesta terça-feira no Rio de Janeiro. Com 100 anos de idade completados em maio deste ano, ele estava internado desde julho no Hospital Samaritano, em Botafogo, para tratamento de uma pneumonia. 

Confira:  João Havelange completa 100 anos cercado por glórias e escândalos

Além de dirigente, João Havelange também foi atleta profissional de natação e polo aquático, participando dos Jogos Olímpicos de 1936, em Berlim, na natação.  Eleito na Fifa em 1974, o brasileiro ficou à frente da entidade máxima do futebol mundial até 1998, organizando seis Copas do Mundo, visitando 186 países e trazendo a China de volta ao cenário futebolístico após afastamento de mais de 25 anos por razões políticas.

Apesar de ser torcedor do Fluminense declarado, Havelange também foi presidente do arquirrival Vasco da Gama, além de também ter comandado a Federação Paulista de Natação. Como dirigente, esteve à frente da CBD (Confederação Brasileira de Desportos, a antiga CBF) entre 1956 e 1974, justamente no período em que a seleção brasileira conquistiu seus três primeiros títulos em Copa do Mundo: 1958, 1962 e 1970.

E mais:  Temendo prisão, Blatter não virá ao Brasil para festa dos 100 anos de Havelange

João Havelange morreu aos 100 anos
Fifa
João Havelange morreu aos 100 anos

Escândalos e processos

João Havelange tinha raízes belgas e nos últimos anos se envolveu em diversas polêmicas.  Revelações feitas pela imprensa britânica apontaram em 2011 que, nos anos 90, ele recebeu milhões de dólares em propinas da empresa de marketing ISL em troca de contratos de transmissão da Copa. Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF e seu ex-genro, também ficou com parte do dinheiro. No total, a ISL teria distribuído mais de US$ 100 milhões em propinas.

Confira:  João Havelange renuncia à presidência de honra da Fifa

Afastado do COI, o dirigente conseguiu evitar ser punido e o processo foi arquivado, mas em 2012, depois de longa batalha jurídica, os documentos do processo suíço foram publicados e, neles, ficava provado que João Havelange havia "fraudado" a Fifa. Em 2013, ele renunciou ao cargo de presidente de honra da organização que transformou. E mais uma vez conseguiu evitar uma condenação.

Veja fotos de João Havelange:


    Leia tudo sobre: Futebol