Tamanho do texto

Com dois gols de Jhonnatan, Papão tirou invencibilidade dos cariocas em São Januário, que durou quase um ano

Jhonnatan marcou os dois gols da vitória do Paysandu sobre o Vasco
Divulgação
Jhonnatan marcou os dois gols da vitória do Paysandu sobre o Vasco

Após perder a invencibilidade de 34 jogos, o Vasco viu cair a sua série invicta em São Januário também chegar ao fim. Após 17 partidas sem derrota no seu próprio estádio, o time carioca foi batido pelo Paysandu por 2 a 0, neste sábado, no Rio. O revés pela 10.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro mantém o time na liderança, mas deixa o alerta ligado para os jogos seguintes.

Leia +  Com gol nos acréscimos, Náutico empata com o Bragantino e segue no G4

Com 22 pontos, o time permanece na ponta por ter sido favorecido pelos tropeços dos adversários e volta a campo nesta terça-feira em Londrina (PR), para enfrentar o Londrina, que surpreendeu e venceu o Bahia fora de casa. O Paysandu, que vive bom momento com a chegada do técnico Gilmar Dal Pozzo, assumiu a 13.ª posição, saiu da zona do rebaixamento e agora tem 12 pontos.

O jogo

Foi um primeiro tempo em que o Vasco começou disposto a fazer o resultado da forma mais rápida possível. Logo no primeiro minuto Nenê cobrou falta no travessão e animou a torcida carioca. Aos cinco, o meia, mais uma vez, fez boa jogada, mas falhou na hora de passar para Thalles completar.

Em bola parada, o time teve nova chance. Desta vez quem cobrou foi Andrezinho, que bateu mal. Só nos 15 minutos finais é que o Paysandu cresceu e equilibrou o confronto. Poderia ter feito com Rafael Costa, mas o meia finalizou no centro e facilitou o trabalho do goleiro uruguaio Martin Silva.

Leia +  Fora de casa, CRB consegue virada contra Atlético-GO e entra no G4

No início do segundo tempo, o técnico Jorginho decidiu arriscar. Primeiro tirou Marcelo Mattos para a entrada de Eder Luis. A mudança não surtiu muito efeito, com apenas uma jogada perigosa, quando o jogador que veio da reserva cabeceou forte e Emerson defendeu. Aos 22 minutos, o treinador ousou ainda mais com a saída do outro volante, William, para colocar Caio Monteiro.

A ideia era ter um ataque mais potente, porém o que aconteceu foi uma defesa exposta, sem proteção. O Paysandu percebeu o buraco e avançou os laterais para explorar o contra-ataque. Foi assim que saiu o gol. Aos 34 minutos, Edson Ratinho fez boa jogada pela direita e cruzou para Jhonnatan marcar de cabeça: 1 a 0.

No fim, o desespero bateu e o time sofreu mais um gol. Aos 42 minutos, Alexandro ganhou no alto e a bola sobrou para Jhonnatan. O atacante avançou, driblou Martin Silva e se atrapalhou com a bola, mas conseguiu mandar para o fundo das redes pela segunda vez e sacramentar a vitória paraense em São Januário.

FICHA TÉCNICA

VASCO 0 x 2 PAYSANDU

VASCO - Martin Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Eder Luis), William (Caio Monteiro), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Thalles (Leandrão). Técnico: Jorginho.

PAYSANDU - Emerson; Edson Ratinho, Fernando Lombardi, Gilvan e Lucas; Augusto Recife, Ricardo Capanema, Jhonnatan e Rafael Costa (Domingues); Fabinho Alves (Raí) e Leandro Cearense (Alexandro). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

GOLS - Jhonnatan, aos 34 e aos 42 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Nenê, Leandrão, Rodrigo e Andrezinho (Vasco); Fernando Lombardi e Rafael Costa (Paysandu).

ÁRBITRO - Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL).

RENDA - R$ 326.730,00.

PÚBLICO - 7.185 pagantes (8.463 no total).

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).