Tamanho do texto

Prisão vem um dia após França admitir que havia possibilidades de o país enfrentar "ameaças" terroristas durante o torneio

Policiais franceses reforçam a segurança na Torre Eiffel
Guillaume Horcajuelo/EFE
Policiais franceses reforçam a segurança na Torre Eiffel


Um homem francês foi detido na Ucrânia com suspeita de preparar 15 atentados durante a Euro 2016, que começará no próximo dia 10 e reunirá por um mês as principais seleções de futebol europeias. O anúncio foi feito pelos serviços secretos ucranianos e publicado nesta segunda-feira (6) pela emissora BFMTV. O suspeito foi identificado como Gregoir M., de 25 anos, militante da extrema direita e opositor ao Islã. O homem foi preso no último dia 21 de maio, pelas autoridades de Kiev, e a polícia encontrou fuzis de assalto do tipo kalashnikov e explosivos trinitrotolueno. De acordo com os agentes ucranianos, ele mantinha um arsenal.

Euro 2016 será disputada na França
Divulgação
Euro 2016 será disputada na França

Ao ser preso, na fronteira entre Ucrânia e Polônia, Gregoir manifestou sua oposição à "política do governo do presidente François Hollande com a massiva chegada de estrangeiros na França, a difusão do Islã e a globalização". O anúncio da prisão vem um dia após Hollande admitir que havia possibilidades da França enfrentar "ameaças" terroristas durante o torneio, que terminará somente em 10 de julho.

Em novembro do ano passado, o grupo extremista Estado Islâmico (EI, ex-Isis) cometeu uma série de ataques simultâneos em Paris que deixaram 130 mortos, em um dos dias mais sangrentos da história da França. Para a Euro 2016, o governo francês ativou mais de 90 mil agentes de segurança e adotou medidas contra terrorismo.