Tamanho do texto

Argentino prestou depoimento à Justiça da Espanha por fraude fiscal entre os anos de 2007 e 2009

Messi deixa julgamento na Espanha cercado por seguranças e fãs
reprodução / Twitter
Messi deixa julgamento na Espanha cercado por seguranças e fãs

O argentino Lionel Messi afirmou aos juízes da A udiência Nacional da Espanha que jamais pensou que seu pai, Jorge Horacio, pudesse enganá-lo em contratos assinados por ele.

"Assinava os contratos porque confio no meu pai e nunca pensei que meu pai poderia me enganar. Nunca me interessei sobre essas questões e não sabia que isso infringia a lei", afirmou o atleta conforme informações do jornal "Marca". O atleta voltou a reforçar o que já havia falado à Justiça, que "não sabia" o que estava assinando porque se "dedicava apenas a jogar futebol".

Leia

Brasil recebe aval da Fifa para testar uso de vídeo contra erros de arbitragem

Secretário técnico do Barça confirma saída de Daniel Alves e nega a de Neymar

Jorge Horacio, ainda de acordo com o periódico, também afirmou que não sabia que os documentos estavam errados. "Entendo [de leis] o mesmo que sei de chinês. Não tinha noções de leis, só dizia sim ou não ao acordo que me apresentavam", disse Jorge sobre a empresa que gerenciava a carreira de Messi entre 2007 e 2009.

Ele ainda defendeu seu filho, dizendo que "Leo não sabia de nada sobre essas empresas porque não lia os contratos". Os dois são acusados de criar uma rede de empresas de fachadas para evadir 4,1 milhões de euros em impostos.

    Leia tudo sobre: lionel messi
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.