Tamanho do texto

Em 2016, clube já passa de 19,5 mil novos sócios-torcedores, impulsionado pela campanha na Copa Libertadores da América

Só em 2016, mais de 19 mil torcedores são-paulinos aderiram ao programa
Rubens Chiri/saopaulofc.net
Só em 2016, mais de 19 mil torcedores são-paulinos aderiram ao programa

Pioneiro na criação de um programa de sócio torcedor - tanto que o endereço de web sociotorcedor leva ao seu site -, o São Paulo  é o quarto clube do País a ultrapassar a barreira simbólica de 100 mil associados. Os clube do Morumbi está atrás de Corinthians, Palmeiras e Inter, mas cada vez mais próximo dos rivais a partir do ranking do Movimento Futebol Melhor.

Leia

Clubes da Espanha e Itália iniciam conversas para tirar Ganso do São Paulo

Em boa fase, Wesley promete fugir de fisiologistas para não deixar o time

Só este ano, o São Paulo já passou de 19,5 mil novos sócios-torcedores, impulsionado pela campanha que o coloca nas semifinais da Copa Libertadores. Só no mês de maio, o saldo do clube paulista é de mais de 15 mil associados. Como comparação, o segundo dentre os 12 grandes clubes do País em crescimento no mês é o Atlético-MG, com cerca de 1,6 mil adesões.

Às 14 horas desta terça-feira, o São Paulo aparecia com 100.156 associados, contra 112.756 do Inter, 126.675 do Palmeiras e 128.101 do Corinthians. Os dois primeiros colocados, entretanto, estão em queda. O Corinthians já perdeu quase 6,5 mil associados em 2016, enquanto o Palmeiras viu seu total cair 228.

O próximo a atingir 100 mil sócios-torcedores deve ser o Grêmio, que está com 94.892 e já ganhou exatos 6 mil associados este ano. O Cruzeiro está em sexto, com 75.095 pontos. O Santos é o sétimo (63.566) e o Atlético-MG o oitavo (62.196). O Flamengo perdeu 11 mil sócios-torcedores no ano e despencou para nono lugar, com 53.468.