Tamanho do texto

Comandante sofreu uma arritmia cardíaca recentemente, ficou internado e decidiu se afastar do futebol mais uma vez

Muricy deixou o comando do Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo
Muricy deixou o comando do Flamengo


O Flamengo confirmou nesta quinta-feira que Muricy Ramalho deixou o comando técnico do time por conta dos problemas de saúde. A oficialização foi informada pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello na conta oficial do clube no Twitter: "A decisão de Muricy Ramalho é não permanecer no Flamengo neste momento, devido a incerteza de seu estado de saúde".

Lembrando que Muricy foi internado recentemente no Rio de Janeiro depois de sofrer com arritmia cardíaca, recebendo alta no dia seguinte. Para o jogo de domingo diante da Ponte Preta, em Campinas, Zé Ricardo, treinador do sub-20, assume interinamente a equipe.

"Foi uma rescisão amigável, rasgando o contrato. Ele nos liberou da incerteza pelo tempo de recuperação. Deve estar sendo muito sofrido para ele, deve estar como um siri na lata em São Paulo, brinco com isso, para nos liberar e seguir em frente", explicou o vice-presidente de futebol, Flávio Godinho.

Abel Braga é cotado para assumir o Fla
Getty Images
Abel Braga é cotado para assumir o Fla

Segundo o presidente Eduardo Bandeira de Mello, Abel Braga é o mais cotado para assumir a vaga de Muricy, mas o Flamengo pode ir em busca de outros nomes no mercado. "Não há prazo para anunciar o novo treinador. Abel é um nome prestigiado, de renome, mas pode ser que a gente cogite outra alternativa. Mais importante do que a fama, é a metodologia de trabalho", explicou.

O clube rubro-negro também confirmou a permanência do diretor executivo Rodrigo Caetano, que tinha o cargo ameaçado. Ele vai trabalhar ao lado de um gerente de futebol ainda não definido, mas alguns nomes já estão sendo especulados, como os de Ricardo Rocha e FábioLuciano.

"Estamos em busca de um gerente de futebol para trabalhar com Caetano. Ele deveria ser um executivo que fosse ex-atleta, capitão, achamos que é uma medida que vai ajudar a performance", finalizou Flávio Godinho.