Tamanho do texto

Antonio Conte corria o risco de ficar 6 meses preso

Antonio Conte, técnico da Itália, foi absolvido
Divulgação
Antonio Conte, técnico da Itália, foi absolvido

O técnico da seleção italiana e futuro treinador do Chelsea, Antonio Conte, foi absolvido nesta segunda-feira (16) pela Justiça de Cremona, na Itália, da acusação de manipulação de resultados e fraude esportiva. Conte havia sido acusado como parte de um grande esquema de fraudes que existiu nos campeonatos italianos por três anos.

Leia

Jovem do Manchester United é surpresa na pré-convocação da Inglaterra para Euro

Dispensado pelo São Paulo, Milton Cruz visitou Real, Barça e PSG

O procurador da cidade Roberto Di Martino afirmara que o treinador e seu assistente técnico na época, Angelo Alessio, manipularam o resultado da partida entre Siena e AlbinoLeffe, no dia 29 de maio de 2011. Alessio também foi absolvido.

De acordo com Martino, os dois líderes da comissão técnica teriam dado a ordem para que os jogadores do Siena não vencessem aquela partida, que terminou em 1 a 0 para os visitantes. Porém, nada foi comprovado.

"Era o resultado que esperávamos, não tiramos nada do processo. Tanto é verdade que nós escolhemos o rito abreviado", disse o advogado Leonardo Cammarata, ao lado do companheiro de defesa Francesco Arata, ao falar sobre a dispensa de testemunhas escolhida pela dupla de representantes.  "Foram anos de tensão, também de tristeza, mas agora a verdade foi estabelecida", completou Cammarata.

A Justiça de Cremona decidiu ainda dar andamento ao maxi processo criminal contra cerca de 50 pessoas que cumprem prisão domiciliar – outras 60 ainda estão sendo investigadas. Entre os detidos pelo escândalo de manipulação de resultados, está o ex-capitão do time da Lazio Stefano Mauri além do ex-jogador Giuseppe Signori. Ao todo, mais de 70 partidas estão sob suspeita de terem sofrido alterações no resultado a pedido de apostadores e/ou investidores.

- Presidente da Figc: O presidente da Federação Italiana de Futebol (Figc), Carlo Tavecchio, demonstrou alívio após a decisão da Corte. "Recebo com grande satisfação a absolvição de Antonio Conte decidida pelo Tribunal de Cremona. Finalmente, a sua postura foi esclarecida e a minha confiança nele jamais foi colocada em discussão. Agora, estamos ainda mais concentrados no Europeu [Eurocopa]", disse o mandatário em nota à ANSA.