Tamanho do texto

"O Diego é impossível. Há um tempo, o Alexandre Mattos conversou com o pai do jogador, que descartou"

Diego está atualmente no Fenerbahçe, da Turquia
Arquivo iG
Diego está atualmente no Fenerbahçe, da Turquia

O Palmeiras  busca um meia no exterior para reforçar o elenco e dar mais opções no setor para o técnico Cuca, mas, enquanto isso aposta tudo em Cleiton Xavier e pode até rever a possibilidade de contratar mais um jogador da posição caso o novo titular da equipe consiga apresentar tudo que se espera dele. Na busca por um meia renomado, o clube chegou a procurar Diego, do Fenerbahçe mas as conversas não evoluíram.

Leia

Diante de 602 pagantes, Fluminense bate a Ferroviária e avança na Copa do Brasil

Santos foge de “pepino” e Prefeitura assume despesas do Museu Pelé

"O Diego é impossível. Há um tempo, o Alexandre Mattos conversou com o pai do jogador, que descartou. É um sonho que não existe. Temos de acreditar nos nossos jogadores e estamos contentes com o elenco", disse Cuca, em entrevista à ESPN Brasil.

Cleiton Xavier em treino do Palmeiras
Fabio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação
Cleiton Xavier em treino do Palmeiras

Nos bastidores, tanto Cuca como o presidente Paulo Nobre são só elogios para Cleiton Xavier. Ambos admitem que esperavam ver mais do jogador desde que ele chegou ao clube, mas sua dedicação e comprometimento fizeram eles acreditarem em novos tempos para o meia, que tem feito bons treinamentos e parece totalmente recuperado das diversas lesões que o deixaram longe dos gramados por cerca de seis meses.

Nas férias, o jogador contratou um personal trainer para se preparar melhor e chegar em boas condições desde o início da temporada. Embora esteja bem, Cleiton Xavier realizará trabalhos físicos especiais, como faz Zé Roberto, como uma forma de prevenir lesões. Nas últimas atividades, Cleiton Xavier treinou como titular e teve boas atuações. Por isso, a tendência é que ele seja titular na partida contra o Atlético-PR, sábado, no Allianz Parque, e passe a ter uma sequência de jogos na equipe.