Tamanho do texto

Ao todo, o São Paulo atendeu 23 pessoas envolvidas no acidente em que uma grade do anel inferior cedeu durante a partida contra o Atlético-MG, na quarta-feira

Grade caiu logo após o gol marcado por Michel Bastos
WILLIAM VOLCOV/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Grade caiu logo após o gol marcado por Michel Bastos


O São Paulo afirmou em nota oficial publicada nesta quinta-feira que dos sete torcedores removidos do estádio do Morumbi de ambulância após caírem no fosso, quatro já tiveram alta e outros três continuam internados para serem submetidos a cirurgias para reparar fraturas. Ao todo, o clube atendeu 23 pessoas envolvidas no acidente em que uma grade do anel inferior cedeu durante a partida contra o Atlético-MG, na quarta-feira.

E MAIS

Perito aponta corrosão em grade de proteção que cedeu no Morumbi

Torcedor do São Paulo filma a própria queda no Morumbi. Assista ao vídeo

A diretoria prometeu contratar uma equipe técnica especializada para investigar as causas do acidente. O clube deslocou funcionários para acompanhar as vítimas e prometeu bancar todas as despesas hospitalares. Nenhum dos torcedores teve ferimentos graves ou corre risco de morte.

Durante a comemoração do gol de Michel Bastos, que garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG, pela Copa Libertadores, uma grade do anel inferior do estádio não aguentou a aglomeração de torcedores e cedeu. Cerca de 30 são-paulinos despencaram de uma altura de cerca de dois metros. Duas ambulâncias foram acionadas para retirar os feridos. Os casos mais simples foram tratados no próprio Morumbi, enquanto as ocorrências mais graves foram transferidas para três hospitais.

No começo da madrugada, peritos do Instituto de Criminalística estiveram no local para analisar a grade e verificaram problemas como corrosão e fragilidade do material. Nesta quinta-feira, representantes dos Bombeiros e da Federação Paulista de Futebol também devem visitar o Morumbi para avaliar a estrutura.