Tamanho do texto

Rei do futebol está processando empresa sul-coreana

Reuters

O tricampeão mundial pela seleção brasileira Pelé processou a Samsung Electronics em pelo menos US$ 30 milhões alegando que a companhia sul-coreana usou inapropriadamente e sem permissão um sósia dele em propaganda publicada no jornal The New York Times.

Pelé
Getty Images
Pelé

De acordo com a ação apresentada neste mês em um tribunal federal de Chicago, a Samsung fez o anúncio em outubro de televisores de alta definição após romper negociações em 2013 para usar a imagem de Pelé para promover seus produtos.

Embora a propaganda não mencione Pelé, inclui uma imagem de um homem que "lembra bastante" ele, e uma pequena foto de um jogador de futebol realizando um "chute de bicicleta, aperfeiçoado e notoriamente usado por Pelé", de acordo com a ação.

Grande parte da renda de Pelé, de 75 anos, vem de propagandas e, segundo a acusação, o anúncio irá afetar o valor dos direitos de imagem do ex-atleta e confundir consumidores que podem acreditar que ele endossa produtos Samsung.

"O objetivo é obter uma compensação justa pelo uso não autorizado da identidade de Pelé, e evitar futuras utilizações não autorizadas", disse o advogado de Pelé, Frederick Sperling em uma entrevista por telefone.

A porta-voz da Samsung, Danielle Cohen , se negou a comentar.

A queixa foi apresentada pela Pele IP Ownership LLC, que controla a marca Pelé e os direitos de imagem do ex-jogadore. É datada de 16 de março e foi relatada anteriormente pelo Chicago Sun-Times.