Tamanho do texto

Um dos investigados, Marin foi detido em maio do ano passado na Suíça, mas hoje cumpre prisão domiciliar em Nova York

Agência Câmara

José Maria Marin será investigado na CPI
Getty Images
José Maria Marin será investigado na CPI


A Câmara dos Deputados instala nesta terça-feira (29) uma comissão parlamentar de inquérito para investigar as denúncias de crimes cometidos por dirigentes da Fifa, entre eles o brasileiro José Maria Marin, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Juntamente com outros seis cartolas, Marin foi detido em maio do ano passado na Suíça, mas hoje cumpre prisão domiciliar em Nova York.

E MAIS

CPI suspeita que COL desviou verba da Fifa para a organização da Copa de 2014

Antes de agenda pela América Latina, Infantino faz visita à Conmebol

Investigação feita pela Justiça dos Estados Unidos aponta para a existência de um esquema mundial de propinas e subornos relativo a comercialização de jogos e direitos de marketing de competições de futebol.

Após a instalação da CPI, proposta pelo deputado João Derly (Rede-RS), os parlamentares vão eleger o presidente e os vice-presidentes da comissão.

A CPI será composta por 28 integrantes titulares e mesmo número de suplentes, que estão sendo indicados pelos líderes partidários. No Senado, já funciona uma CPI, criada no ano passado, destinada a investigar a CBF e o Comitê Organizador Local da Copa do Mundo Fifa Brasil 2014 (COL).