Tamanho do texto

Campeão Brasileiro em 2002 com o clube da Baixada Santista, jogador está atualmente no Fenerbahce, da Turquia

Como todo santista, Modesto Roma sofreu ao perceber que o amor de Robinho pelo Santos custava muito dinheiro e o clube não tinha como pagar por ele. Mas o presidente não está chorando pelo ídolo perdido. Muito pelo contrário, já sonha com dias felizes ao lado de outro Menino da Vila: Diego.

Diego surgiu ao lado de Robinho em 2002 e conquistou o Brasileirão daquele ano
Arquivo iG
Diego surgiu ao lado de Robinho em 2002 e conquistou o Brasileirão daquele ano

Campeão brasileiro em 2002, juntamente com o Rei das Pedaladas, o meia defende hoje o Fenerbahce, da Turquia, e se tornou o grande desejo do dirigente alvinegro para esta temporada. O clube tem a intenção de direcionar para Diego todo o esforço feito (em vão) para contratar Robinho — que fechou com o Atlético-MG para receber um salário maior. 

Leia mais notícias sobre o  Santos

A ideia, ainda embrionária, é oferecer um contrato nos mesmos moldes do apresentado ao atacante, com um parceiro comercial usando o jogador como  garoto-propaganda e pagando a maior parte do vencimento. No entanto, o clube ainda precisa saber se essa empresa vê em Diego o mesmo potencial publicitário de Robinho.

A dificuldade para repatriar o jogador não para por ai. Diego tem contrato até o meio do ano que vem. Ele precisaria se transferir por empréstimo ou rescindir com os turcos.

E mais

Dorival condena pressão sobre Marcelo Oliveira e ainda lamenta vice

Técnico alvinegro reclama por ter sido ignorado sobre reforço desconhecido

Nesta semana, chegou a surgir a informação de que o meia havia rompido o compromisso com o Fenerbahce. Mas seu pai, Djair da Cunha, negou em contato com o DIÁRIO. “Isso não procede, estamos em final de campeonato e o Diego está concentrado na disputa”, afirmou Cunha, também representante do atleta.

Apesar disso, ele disse ver com bons olhos o desejo alvinegro. Até porque Diego já deixou claro que sua prioridade, em caso de volta ao Brasil, é o Peixe. “Ele gosta do Santos e fica muito feliz só de ser lembrado”, afirmou, sem dar dicas sobre o que pode acontecer ao fim da atual temporada europeia.

Marquinhos Gabriel/ Outra alternativa discutida em reuniões na Vila Belmiro é Marquinhos Gabriel, que brilhou pelo Peixe no segundo semestre do ano passado. O meia do Al Nassr, da Arábia, quer voltar ao Brasil no meio do ano e o Peixe vai tentar trazer o jogador de novo. “Tenho ambições profissionais importantes e isso passa pela minha volta ao Brasil”, explicou Marquinhos.