Tamanho do texto

Francês ex-secretário geral é investigado em caso de irregularidades na venda de ingressos da Copa de 2014

Valcke está suspenso do futebol por 12 anos
Reprodução/Twitter
Valcke está suspenso do futebol por 12 anos

O Comitê de Ética da Fifa anunciou nesta sexta-feira o banimento por 12 anos do ex-secretário-geral da entidade máxima do futebol mundial, o francês Jérôme Valcke, investigado por irregularidades na venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil.

Ele já havia sido afastado da organização em 17 de setembro de 2015, e suspenso temporariamente em 7 de outubro. Em 6 de janeiro, logo após o fim da suspensão, Valcke recebeu outra punição: um gancho de 45 dias. Dias depois, acabou demitido pela entidade máxima do futebol.

O francês é investigado por descumprir diversos códigos da Fifa. Entre eles: lealdade, confidencialidade, conflitos de interesses e aceitação de presentes e outros benefícios não permitidos. Fora isso ele ainda tentou atrapalhar nas investigações.

Por meio de um comunicado, o Comitê de Ética confirmou a suspensão "imediata" de Jérôme Valcke, que será afastado de qualquer atividade relacionada com o futebol durante um período de 12 anos.

"O sr. Valcke tentou obstruir os procedimentos contra ele ao tentar deletar diversos arquivos e pastas relevantes para a investigação, apesar de ter sido alertado para preservar todos os dados e colaborar para que a verdade fosse estabelecida", escreveu.