Tamanho do texto

Nos últimos dias, o telefone do ex-são-paulino tocou com ofertas de clubes do Brasil e do exterior

Rogério Ceni recebe oferta para ser treinador
Marcos Bezerra/Futura Press
Rogério Ceni recebe oferta para ser treinador


Aposentado há pouco mais de dois meses, Rogério Ceni já teve oportunidade para voltar ao futebol. E na condição de técnico. Nos últimos dias, o telefone do ex-são-paulino tocou com ofertas de dois clubes. Uma do próprio futebol brasileiro e outra do exterior.

A melhor das propostas foi a gringa, possivelmente dos Estados Unidos, onde Rogério Ceni tem passado boa parte do tempo livre — o ex-goleiro tem duas casas na Flórida e se reveza entre elas e a de São Paulo.

+ E mais:  São Paulo sufoca Cesar Vallejo, mas peca na falta de precisão

Rogério Ceni já garantiu aos amigos mais próximos que será técnico de futebol em um futuro. Apesar disso, recusou os convites por entender que “ainda não está preparado”. 

O primeiro passo será participar de um curso de formação para treinadores na CBF. Ele ainda não definiu se o fará neste ano. A turma do primeiro semestre já fechou e a próxima janela será em agosto.

Mesmo aposentado, o ex-camisa 01 segue bastante ligado ao Tricolor. Ele, inclusive, deu uma pausa em suas “férias” nos Estados Unidos para assistir de perto ao jogo contra o César Vallejo, ontem, no Pacaembu. Dias antes, já havia passado no CT.

Por garantia/  Apesar do domínio total do São Paulo sobre o César Vallejo na partida do Peru, há uma semana, o presidente Leco prometeu um prêmio em dinheiro aos jogadores do Tricolor pela classificação à fase de grupos da Libertadores.

Bicho médio/  Em razão da crise financeira no Morumbi, Leco não garantiu um prêmio gordo, como nos tempos de Juvenal Juvêncio. O valor, não revelado pelo Tricolor, foi descrito como “médio”.

Barbada/  O favoritismo do Tricolor nas casas de aposta era tão grande até o início do confronto com o César Vallejo que cada R$ 1 empenhado na vitória dos peruanos pagava R$ 19.

Moral baixo/  Titular em vários jogos do Tricolor em 2015, Rogério perdeu espaço com a chegada de Bauza. Ontem, só foi relacionado para o jogo de última hora, devido à amigdalite de Kardec.

Negócio difícil/  Empresário de Allione (foto), José Galante assegura que a ausência do meia na lista de relacionados para o duelo com o Oeste não significa sua saída. “Garanto que não há nem sequer negociação”, diz.

Velho parceiro.../  Nenhum clube no Brasil tem tantos ex-jogadores do Palmeiras quanto o Oeste, adversário alviverde de ontem. São sete: Patrik, Fábio, Mazinho, Ricardo Bueno, Fernandinho, Amaral e Sandro Silva.

...palmeirense/  Dos sete palmeirenses no Oeste, apenas dois ainda têm contrato com o clube: o goleiro Fábio e o meia-atacante Mazinho. Até por isso, eles foram impedidos de atuar ontem em São José do Rio Preto.

Dívida.../  O Santos garante que dois investidores vão bancar R$ 400 mil mensais caso Robinho decida ser jogador do Peixe. Mas o clube bancará mais do que os R$ 200 mil anunciados, devido a uma pendência antiga.

...gigante/  Ex-presidente santista, Odílio Rodrigues deixou de pagar quase R$ 10 milhões a Robinho. Hoje, a dívida é de R$ 3 milhões e seria parcelada pelo número de meses do contrato. A proposta alvinegra é de dois anos, ou seja, ele embolsaria mais R$ 125 mil por mês.

Procura-se/  A diretoria da Lusa se irritou de vez com Douglas depois de o goleiro falhar de novo, agora no empate em 1 a 1 com o Marília. Até por isso, já admite gastar mais do que o teto salarial para reforçar a posição na A-2.

    Leia tudo sobre: Futebol