Tamanho do texto

Meio-campista acertou sua transferência ao River Plate, da Argentina, e disputará a Libertadores pelo atual campeão

Aos 34 anos de idade, sendo mais de oito deles vestindo a camisa do Internacional, o meio-campista Andrés D'Alessandro confirmou sua saída do clube colorado. Chorando bastante, o argentino anunciou que vai defender o River Plate neste ano de 2016 - vale lembrar que o atual campeão da Libertadores é o time pelo qual o atleta foi revelado.

D'Alessandro chora na despedida do Inter
Site oficial
D'Alessandro chora na despedida do Inter


"Estou fechando uma etapa. O ciclo não termina", disse D'Alessandro, que tem contrato válido com o Inter até o fim de 2017. A princípio, o vínculo com o River será de empréstimo de um ano, mas sua possível volta ao Beira-Rio no ano que vem ainda é incerta.

Estou saindo do clube. Estou saindo com uma por minha, como explicou o Vitorio Piffero (presidente). Surgiu uma chance muito boa de jogar na Argentina, em um clube diferente, onde cresci. Por causa do River, consegui fazer carreira que hoje não me arrependo, estou orgulhoso. E só porque é o River. Foi diferente. O River chegou com muita vontade de contratar os meus serviços. Depois de 13 anos, pensava essa chance, ela existiu, foi concreta e se concretizou. Estou saindo do clube", explicou D'Ale.

"Não é fácil para nada. São muitos anos convivendo com pessoas que me ajudaram muito, que fizeram com hoje seja melhor atleta e muito melhor pessoa. É um clube que me deu tudo e que eu tinha um pensamento, com o tempo passando, que eu queria sair bem. Não queria que nada estragasse minha história no clube. Momento certo para dar uma parada", finalizou.

Mesmo após anunciar sua saída, D'Alessandro deverá atuar no duelo desta quarta-feira contra o São José, válido pelo Campeonato Gaúcho. Depois ele viaja para integrar o elenco do River Plate, que disputará a Libertadores.

D'Alessandro chegou ao Inter em 2008 depois de passagens apagadas pelo futebol alemão, inglês e espanhol. Com a camisa do clube gaúcho, o atleta foi protagonista nas conquistas de uma Libertadores (2010), uma Copa Sul-Americana (2008), uma Recopa Sul-Americana (2011) e seis Campeonatos Gaúchos (2009, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015)