Tamanho do texto

Ex-Chelsea ficou na primeira posição, enquanto Elkeson foi o terceiro da lista. O meia Gerson também aparece

A janela de transferências na Europa já está fechada. Quem não garantiu reforços só terá a oportunidade de contratar novamente no início da próxima temporada, no meio do ano. Porém, a negociação mais cara do mês de janeiro foi protagonizada pelo Jiangsu Suning, da China, que desembolsou 28 milhões de euros (cerca de R$ 122,1 milhões) para tirar o brasileiro Ramires do Chelsea, da Inglaterra.

Ramires se despediu do Chelsea rumo à China
Clive Rose/Getty Images
Ramires se despediu do Chelsea rumo à China


Depois do ex-cruzeirense, segundo dados do site Transfermarkt, a transferência mais cara deste começo de 2016 foi a jovem do meio-campista francês Giannelli Imbula, contratado pelo Stoke City junto ao Porto por 24,25 milhões de euros - ou R$ 105,7 milhões.

Na terceira posição aparece outro brasileiro: o meia-atacante Elkeson, ex-Botafogo e Vitória, deixou o Guangzhou Evergrande e foi para o Shanghai Dongya pela bagatela de 18,5 milhões de euros, aproximadamente R$ 80,6 milhões. Ambos os clubes são da China.

Ex-Botafogo, Elkeson foi a terceira transferência mais cara de janeiro
LOUAFI LARBI/REUTERS/Newscom
Ex-Botafogo, Elkeson foi a terceira transferência mais cara de janeiro


Outro brasileiro que se destacou entre as negociações da janela de transferências é o meia Gerson, que deixou o Fluminense e foi para Roma. O negócio rendeu 16 milhões de euros (R$ 69,7 milhões) aos cofres tricolores e ocupa a sexta posição entre as mais caras do mundo, atrás do quinto colocado Oumar Niasse (do Lokomotiv Moscou para o Everton por 17,9 milhões de euros) e do quarto colocado Gervinho (da Roma para o Hebei China Fortune por 18 milhões de euros).