Tamanho do texto

"Não queria dormir para não acabar o momento", revela o brasileiro, que ganhou o Prêmio Puskás em evento da Fifa

Wendell Lira exibe o troféu do Prêmio Puskás em Goiânia
Divulgação/Facebook Vila Nova
Wendell Lira exibe o troféu do Prêmio Puskás em Goiânia

Wendell Lira desembarcou no Brasil como herói e um craque do mundo da bola. A festa no aeroporto de Goiânia, nesta quarta-feira, foi à altura do feito de Wendell, que faturou o Prêmio Puskás de gol mais bonito de 2015 e desbancou simplesmente Messi.

Leia: Wendell Lira vê salário aumentar seis vezes após reconhecimento mundial

Ovacionado por torcedores, Wendell Lira foi para a sede da Vila Nova, seu novo clube, acompanhado do agora fiel escudeiro.

Leia também: Um golaço leva Wendell Lira de desempregado ao topo do mundo

"Não fiquei um segundo sem o troféu. Não despachei, fiquei com medo. Foi bem cansativo, tem dois dias que não durmo. Não queria dormir para não acabar o momento. Quis ficar ao lado do troféu", declarou Wendell Lira, que relembrou o momento em que foi anunciado como vencedor do prêmio:

"Naquele momento eu achei que ia desmaiar. Minha esposa falou para eu respirar. Quando o Nakata anunciou meu nome, respirei fundo e consegui ir lá."

Wendell Lira viveu, nesta quarta-feira, mais um dia inesquecível: "Nem nos meus melhoressonhos eu imaginei isso. Acho que a massa colorada ajudou. Foi uma grande recepção."

Fonte: O Dia