Tamanho do texto

Entidade avaliou 43 estádios que serão utilizados durante a competição. 14 vão diminuir e apenas um precisa aumentar

Serra Dourada é um dos estádios que mais precisam reduzir suas dimensões
Twitter/Reprodução
Serra Dourada é um dos estádios que mais precisam reduzir suas dimensões


partir deste ano, os jogos das duas primeiras divisões do Campeonato Brasileiro serão todos disputados em gramados do mesmo tamanho. A CBF estabeleceu o padrão de 105m de comprimento e 68m de largura para os campos que vão receber partidas da competição. 

Dos 43 estádios analisados, somente 15 precisarão sofrer algum tipo de alteração. O único que tem a necessidade de aumentar é o Dilzon Melo, em Varginha. A casa do Boa Esporte tem apenas 100 metros de comprimento.

LEIA TAMBÉM:
Cruzeiro chama de lenda declarações de dirigente sobre "compra" de árbitro

Entre os 14 que precisam diminuir, os casos mais notáveis são a Ilha do Retiro, o Serra Dourada e o Castelão de São Luís do Maranhão. Os três estádios medem 110 metros de comprimento, assim como o Nabi Abid Chedid (Bragança Paulista), o Durval Brito (Curitiba), o Passo das Emas (Lucas do Rio Verde) e o Moacyrzão (Macaé). No entanto, possuem maior largura, com 75 metros. Dessa forma, as dimensões deverão ser reduzidas em cinco metros no comprimento e sete na largura. 

Para fazer a padronização, a CBF gastou R$ 2,2 milhões. O dinheiro é proveniente do fundo que a Fifa deixa para os países que recebem a Copa do Mundo. 

Além da dimensões, a entidade também avaliou a condição dos gramados. Os estádios que estavam em condições mais precárias receberam doações de equipamentos da entidade, como máquinas para demarcar linhas e cortar a grama.