Tamanho do texto

Brasileiro naturalizado espanhol abriu o placar no início do jogo e deu tranquilidade ao time que busca se reencontrar

EFE

Jogadores do Chelsea comemoram o gol de Diego Costa, o primeiro da vitória na FA Cup
Shaun Botterill/Getty Images
Jogadores do Chelsea comemoram o gol de Diego Costa, o primeiro da vitória na FA Cup

O Chelsea confirmou o favoritismo neste domingo e não teve dificuldades para vencer o modesto Scunthorpe United, da terceira divisão do país, por 2 a 0, para avançar à quarta fase da Copa da Inglaterra.

Mesmo jogando diante da torcida em Stamford Brigde, o técnico holandês Guus Hiddink colocou praticamente força máxima em campo, deixando de fora apenas o goleiro belga Thibaut Courtois, substituído pelo bósnio Asmir Begovic. O também belga Eden Hazard, especulado no Real Madrid, não atuou devido à lesão.

Leia também:
+ Outros grandes vencem e confirmam favoritismo. United sofre até o fim

Os 'Blues' começaram pressionando o adversário, que foi a Londres com a missão de se defender e jogar por uma única bola na partida. Mas a forte retranca foi superada com facilidade no início do jogo.

Aos 13 minutos do primeiro tempo, Branislav Ivanovic levantou bola na área. O brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa se antecipou aos zagueiros e desviou para anotar seu quarto gol depois da saída do técnico português José Mourinho.

Sem ser ameaçado pelo rival, Hiddink decidiu colocar o jovem Loftus-Cheek no segundo tempo no lugar de Oscar. O jovem inglês aproveitou a chance dada pelo treinador e, aproveitando cruzamento rasteiro de César Azpilicueta, marcou o segundo do Chelsea na partida aos 24 minutos da etapa final.

Antes disso, aos 8, o Scunthorpe reclamou muito de um lance não marcado pela arbitragem. O volante brasileiro Ramires derrubou Kevin van Veen na área, mas o juiz da partida deixou o jogo seguir.