Tamanho do texto

Gritos foram entoados no último sábado, no clássico entre Espanyol e Barcelona. Liga acusa duas torcidas organizadas

Neymar observa a torcida no estádio do Espanyol
David Ramos/Getty Images
Neymar observa a torcida no estádio do Espanyol


A Liga de Futebol Profissional (LFP), responsável pelas duas primeiras divisões do Campeonato Espanhol, anunciou, nesta quinta-feira, que denunciará os cânticos racistas entoados pela torcida do Espanyol contra o atacante Neymar à Comissão Antiviolência. A situação ocorreu no último sábado, no clássico contra o Barcelona.

Os gritos foram ouvidos de um dos setores da arquibancada do estádio Cornellà-El Prat. logo após a arbitragem assinalar impedimento do brasileiro.

LEIA TAMBÉM:
Campeonato Espanhol é eleito o mais forte do mundo; Brasileirão é o sexto

"Os cânticos incitam a violência, o racismo, a xenofobia e a intolerância no esporte", disse a LFP em comunicado, no qual acusa duas torcidas organizadas de serem as responsáveis pelas agressões verbais, La Curva e Juvenil 1991.

Na nota, a organização do campeonato destacou que o comportamento do restante dos torcedores foi correto e que o clube adotou as medidas preventivas antiviolência.