Tamanho do texto

Ao todo foram 10 horas a mais de bola rolando em relação ao Brasileiro de 2014; média de faltas marcadas também caiu

Corinthians e São Paulo
Friedermann Vogel/Getty Images
Corinthians e São Paulo

A CBF divulgou hoje alguns dados do relatório da Comissão de Arbitragem, referentes ao Campeonato Brasileiro Serie A de 2015. A Cruzada pelo Respeito, uma iniciativa da própria comissão para melhorar o futebol e reduzir as reclamações em campo, gerou resultados positivos. O tempo médio de bola rolando por jogo subiu de 52’27 para 54’06. 

Considerando todo o torneio, foram 627 minutos de bola em jogo a mais do que em 2014. Isto representa 10h27 ou quase sete partidas. A quantidade de confrontos que tiveram mais de 60 minutos de bola rolando, número ideal apontado pela FIFA, também aumentou: de 27 para 58, uma evolução superior a 100%.

Leia também: Campeonato Espanhol é eleito o mais forte do mundo; Brasileiro é sexto

A média de faltas diminuiu e foi a menor dos últimos 38 anos: 28,65 por jogo, o que deixa o Brasileirão em quarto lugar entre as ligas do mundo. A primeira é a Inglattera, são 160 jogos ao todo e média de 21,74. Logo depois vem França e Espanha.

A Itália é o país com maior média de faltas cometidas: 30,73 e 159 jogos disputados. O interessante é observar que no Brasil, o número de jogos é quase o dobro que os outros países, 380.

A competição também teve mais cartões amarelos e vermelhos, depois das novas regras impostas pela CBF. As punições específicas por reclamação pularam de 184, em 2014, para 337, no ano passado.

Confira os números do relatório da Comissão de Arbitragem:

Tempo Médio de Bola Rolando

2014: 52 minutos e 27 segundos
2015: 54 minutos e 6 segundos

Partidas com mais de 60 minutos de Bola Rolando 

2014: 27
2015: 58

Média de faltas Série A

2011: 32,63
2012: 37,31
2013: 34,99
2014: 32,65
2015: 28,65

Série B

2013: 37,71
2014: 35,81
2015: 30,48

Cartões Amarelos 

2014: 1.645 (4,33 por jogo)
2015: 1.824 (4,80 por jogo)

Cartões Amarelos (Reclamações)

2014: 184
2015: 337

Cartões Vermelhos

2014: 82
2015: 109